Piauí

Ministro Luís Roberto Barroso vai participar de evento do TCE-PI

O objetivo é discutir o uso da inteligência institucional como ferramenta de combate à corrupção.

RAISA BRITO
DE TERESINA
25/02/2018 11h46

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Roberto Barroso, vai participar do I Simpósio de Inteligência Institucional do Tribunal de Contas do Estado do Piauí (TCE-PI), que começa nesta segunda-feira (26), às 9 horas, no auditório do órgão de contas, e se encerrando na sexta-feira, 2 de março. O objetivo é discutir o uso da inteligência institucional como ferramenta de combate à corrupção.

Luís Roberto Barroso vai encerrar o Simpósio, no dia 2, às 11 horas, com a palestra sobre “Sistema Político e Custo das Eleições: As Origens da Corrupção”. O evento terá como temática central “Os aspectos teóricos e práticos da Inteligência Institucional e o uso de dados para a produção do conhecimento e o combate à corrupção”. Além de corrupção eleitoral, a programação inclui palestras sobre delação premiada, técnicas especiais de investigação e enfrentamento do crime organizado, dentre outros temas.

  • Foto: Felipe Sampaio/STFMinistro Luís Roberto Barroso vai participar de evento do TCE-PIMinistro Luís Roberto Barroso vai participar de evento do TCE-PI

O simpósio terá ainda reunião da Rede InfoContas, Rede Nacional de Informações Estratégicas para o Controle Externo, que é formada por membros dos Tribunais de Contas de todo o país. A reunião será às 9h desta terça-feira, e será fechada aos integrantes da Rede.

Segundo José Inaldo de Oliveira, diretor da Dgecor (Diretoria de Gestão Estratégica da Informação e Combate à Corrupção), o objetivo é "discutir meios de aperfeiçoar o controle externo a partir da cooperação e integração dos diversos órgãos de controle nas ações contra desvios de recursos e outros crimes envolvendo a administração pública”.

Para o presidente do TCE-PI, conselheiro Olavo Rebelo, o simpósio é uma forma de gerar conhecimento sobre crimes na gestão pública e aperfeiçoar as ferramentas de combate à corrupção no país. “Trata-se de uma contribuição a mais do Tribunal no esforço dos órgãos de controle externo para o combate à corrupção”, dfinalizou.