São Braz do Piauí - PI

MP investiga irregularidade na gestão do ex-prefeito Lapinha

A portaria nº 10/2018 foi assinada pela promotora de Justiça Gabriela Almeida de Santana, no dia 5 de junho deste ano.

Wanessa Gommes
Teresina
16/06/2018 07h57 - atualizado 07h57

O Ministério Público do Estado abriu inquérito civil para investigar irregularidades na execução do contrato celebrado entre a prefeitura de São Braz do Piauí e a Construtora Jurandir de Magalhães Deusdará-ME, na gestão do ex-prefeito Perivaldo Campos Braga, o Lapinha. A portaria nº 10/2018 foi assinada pela promotora de Justiça Gabriela Almeida de Santana, no dia 5 de junho deste ano.

O contrato nº 002-c/2014, celebrado entre o Município e a construtora, teve como objeto as reformas das Unidades Escolares Municipais Francisco das Chagas, José Novo e Franklin José da Silva, localizadas na zona rural, no valor de R$ 135.149,37.

A promotora determinou a expedição de ofício para a empresa Jurandir de Magalhães Deusdará - ME, requisitando informações sobre o relatório de conclusão do contrato nº 002-c/2014, celebrado entre o Município de São Braz do Piauí para reformar das Unidades Escolares Municipais.

Outro lado

O ex-prefeito Lapinha e o responsável pela construtora não foram localizados pelo GP1.