Marcos Parente - PI

MPF investiga prefeito Pedro Nunes por contratação irregular

Procurado na noite desta terça-feira (14), o prefeito Pedro Nunes informou que ainda não foi notificado pelo MPF.

Wanessa Gommes
Teresina
14/05/2019 20h37 - atualizado 21h13

O Ministério Público Federal no Piauí instaurou inquérito para investigar denúncia contra a Prefeitura de Marcos Parente, que tem como prefeito Pedro Nunes, por irregularidades na contratação de empresa. A portaria nº 12 foi assinada pela procuradora da República, Cecília Vieira de Melo Sá Leitão, no dia 9 de maio.

A irregularidade é concernente nas contratações da empresa Emília Ribeiro Moreira – ME pela Prefeitura de Marcos Parente, para fornecimento de quentinhas com recursos federais, empresa que seria de propriedade da irmã do vice-prefeito, Mariano, o que seria vedado pela lei orgânica municipal.

Inicialmente foi aberto procedimento preparatório, mas considerando que há a necessidade da realização de novas diligências visando aclarar os fatos, bem como a iminência do vencimento do prazo de tramitação procedimental, foi instaurado o inquérito.

A procuradora considerou que é função institucional do Ministério Público promover o inquérito civil e a ação civil pública para a proteção do patrimônio público e social, do meio ambiente e de outros interesses difusos e coletivos.

Outro lado

Procurado, na noite desta terça-feira (14), o prefeito Pedro Nunes informou que ainda não foi notificado pelo MPF. " Essas coisas quem resolve é o pessoal da parte jurídica, mas o que tiver que ser feito a gente faz", afirmou.