Teresina - PI

Mulher baleada por cabo da PM no Três Andares é liberada do HUT

Conforme a assessoria de comunicação do HUT, a vítima eu entrada na unidade hospitalar após ser atingida com disparos de arma de fogo, se manteve estável e não precisou de procedimento cirúrgico.

Davi Fernandes
Teresina
01/01/2020 17h44 - atualizado 17h45

Jocilene Alves da Silva, de 50 anos, foi liberada nesta terça-feira (31) do Hospital de Urgência de Teresina (HUT). Ela foi baleada na noite de 30 de dezembro, por volta de 18h30, dentro de casa no bairro Três Andares. O principal suspeito é o ex-companheiro da vítima, um policial da Força Tática do 1º Batalhão da Polícia Militar, identificado apenas como cabo Mazim.

Conforme a assessoria de comunicação do HUT, a vítima passou por observação e em seguida foi liberada. Ela deu entrada na unidade hospitalar após ser atingida com disparos de arma de fogo, se manteve estável e não precisou de procedimento cirúrgico.

  • Foto: Arquivo PessoalJocilene Alves da SilvaJocilene Alves da Silva

Corregedoria da PM realiza buscas

A Corregedoria da Polícia Militar do Piauí já iniciou as buscas ao cabo Mazim, suspeito de tentativa de feminicídio contra a ex-namorada. Em entrevista ao GP1,o comandante geral da Polícia Militar do Piauí, coronel Lindomar Castilho, afirmou que a Corregedoria foi até a casa do policial logo após o crime, no entanto, não o localizou.

“A Corregedoria foi na casa dele e está tentando localizá-lo. O que ele fez está errado, independente que seja militar ou civil essa é uma conduta totalmente errada. O que nos cabe agora é tomar a providência legal. Vai ser instaurado um inquérito pela Delegacia de Feminicídio e a Corregedoria da Polícia Militar vai adotar providências com relação à conduta, através do Procedimento Administrativo Disciplinar”, pontuou o comandante.

  • Foto: Arquivo PessoalCabo ZilmarCabo Zilmar

Entenda o caso

Segundo informações de um irmão da vítima, que não quis se identificar, Jocilene e o cabo passaram cerca de seis anos juntos, mas tinham terminado o relacionamento há pouco tempo. "A relação dos dois já tem tempo, uns seis a sete anos. Eles viviam como namorados, ele vinha, chegava, comia, dormia aqui. Eles tinham terminado há pouco tempo e ele já vinha ameaçando a minha irmã, dizendo que ia matar ela e depois se matar. E hoje infelizmente quase aconteceu isso. Ele chegou aqui, entrou na casa dela e atirou contra ela", relatou.

Ainda de acordo com o irmão da vítima, Jocilene foi atingida nas duas pernas e foi socorrida por vizinhos. "Ele chegou a dizer que ia atirar na cabeça dela, mas como os dois tiveram uma luta corporal, o tiro pegou nas duas pernas. Com a confusão, os vizinhos ouviram tudo, quebraram o portão e entraram para socorrer. Ela foi salva porque os vizinhos arrombaram as portas e entraram", finalizou.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Mulher é baleada por policial dentro de residência no Três Andares

Corregedoria busca PM suspeito de tentar matar mulher em Teresina