Acauã - PI

Mulher encontrada morta em Acauã sofreu traumatismo craniano, diz laudo

O suspeito de cometer o crime encontra-se internado em um hospital psiquiátrico em Teresina, por determinação judicial.

Victória Xavier
Teresina
15/07/2019 19h47 - atualizado 21h34

Laudo realizado pelo instituto Médico Legal (IML) aponta que a causa da morte de Amaralina Ramos Coelho, de 49 anos, foi traumatismo craniano. A vítima foi encontrada morta por populares no final da tarde do dia 18 de junho, na zona rural do município de Acauã. A vítima estava desaparecida há mais de dez dias.

De acordo com o delegado Cícero Oliveira, titular da 12ª Delegacia Regional de Polícia Civil, com o resultado do laudo, o procedimento será concluído em breve. “O laudo coincidiu com o depoimento do filho de Amaralina, que já havia confessado antes que teria assassinado a mãe com pauladas na cabeça. Agora vamos levar o caso a Justiça”, detalhou o delegado.

O suspeito encontra-se internado em um hospital psiquiátrico de Teresina, por determinação judicial.

Entenda o caso

Uma mulher identificada como Amaralina Ramos de Coelho foi encontrada morta boiando em um rio no município de Acauã, no Sul do Piauí. Ela morava com o filho e foi vista pela última vez no dia 6 de maio.

Em depoimento, o filho de Amaralina disse aos policiais que matou e enterrou a mãe em um matagal próximo à casa, porém o corpo não foi encontrado no local descrito por ele. O suspeito disse ainda que assassinou a mãe com pauladas na cabeça após uma discussão, mas ele não revelou o motivo da briga.

Vale ressaltar que o acusado apresenta distúrbios mentais e tal afirmação está sendo analisada pelos investigadores.

NOTICIA RELACIONADA

Mulher desaparecida há mais de dez dias é encontrada morta em Acauã