São Paulo - SP

Nove pessoas morrem pisoteadas em baile funk em São Paulo

A confusão começou após a chegada da Polícia Militar no local para uma ação de controle de distúrbios civis. De acordo com as autoridades, a festa abrigava cerca de cinco mil pessoas.

Por  Estadão Conteúdo
01/12/2019 15h00 - atualizado 15h04

Nove pessoas foram pisoteadas e sete ficaram feridas durante um baile funk na comunidade de Paraisópolis, na zona sul de São Paulo, neste domingo, 1. As identidades ainda não foram divulgadas.

A confusão começou após a chegada da Polícia Militar no local para uma ação de controle de distúrbios civis. De acordo com as autoridades, a festa abrigava cerca de cinco mil pessoas.

A Secretaria Municipal da Saúde, por meio da Autarquia Hospitalar Municipal, informou que 10 pessoas, que estavam nesta ocorrência, deram entrada na Unidade de Pronto Atendimento e no Pronto Socorro do Hospital do Campo Limpo. Duas permanecem sendo atendidas e nove foram a óbito.

O governador João Doria lamentou a tragédia no seu twitter

O fluxo

As equipes Rocam realizaram acompanhamento a dois indivíduos em uma motocicleta de grande porte, da cor preta, que efetuaram disparos de arma de fogo em direção aos policiais militares, e adentraram em local de perturbação de sossego público (“Baile Funk”), com aproximadamente cinco mil pessoas, no interior da Comunidade Paraisópolis.

Equipes da 1ª Cia e Força Tática M-16011 e M-16010 deslocaram em apoio ao local, sendo recebidas com arremessos de objetos (garrafadas, pedradas, etc). As equipes de Força Tática realizaram utilização de munições químicas para dispersão e segurança das equipes.

Durante a Ação de Controle de Distúrbios Civis, nove indivíduos que se encontravam no “Baile Funk” foram lesionadas por “pisoteamento”. Foi acionado equipes de Resgate, as equipes que se encontravam na ocorrência realizaram o socorro das vítimas em estado grave até o Pronto Socorro Campo Limpo.

A Secretaria Municipal da Saúde, por meio da Autarquia Hospitalar Municipal, informou que 10 pessoas, que estavam nesta ocorrência, deram entrada na Unidade de Pronto Atendimento e no Pronto Socorro do Hospital do Campo Limpo. Duas permanecem sendo atendidas e nove foram a óbito.

PM realiza coletiva para falar sobre ação em Paraisópolis

O tenente-coronel Emerson Massera atenderá a imprensa, às 13h30 deste domingo (1), na sede do Comando de Policiamento de Área Região Cinco (CPA –M5), para falar sobre tumulto

na entre frequentadores de um baile funk que terminou com nove mortos e sete feridos, nesta madrugada, em Paraisópolis.

Policiais do 16º Batalhão de Polícia Militar Metropolitano (BPM/M) realizavam Operação Pancadão na região, quando dois homens em uma motocicleta atiraram contra os agentes. A moto fugiu em direção ao baile funk, ainda efetuando disparos, ocasionando um tumulto entre os frequentadores do evento. Nove pessoas foram pisoteadas e resgatadas ao Hospital do Campo Limpo, onde morreram. Outras sete pessoas foram socorridas com lesões ao AMA Paraisópolis. Duas viaturas da PM foram depredadas.

O caso está sendo registrado no 89º Distrito Policial (Jardim Taboão). A Polícia Militar instaurou inquérito policial militar (IPM) para apurar todas as circunstâncias relativas ao fato.

Mais conteúdo sobre: