Teresina - PI

Palcos temáticos do Corso homenagearam personalidades teresinenses

Hirneyla curtiu o Corso de Teresina no palco Maria da Inglaterra, segundo a foliã, o palco era ideal para quem estava com crianças.

Thais Guimarães
Teresina
Victória Xavier
Teresina
15/02/2020 17h08 - atualizado 21h45

Mais uma edição do Corso do Zé Pereira de Teresina aconteceu neste sábado (15). Com a presença de 50 mil pessoas na Avenida Raul Lopes, o evento tradicional contou com 20 caminhões e a inovação de palcos temáticos espalhados pela avenida.

Ao todo foram seis palcos, com 22 atrações. Cada um deles homenageou uma personalidade de Teresina, são elas: Maria da Inglaterra, Thanis Killian, Fernando Monteiro, Stella Simpson, Dudu Batera e Marcus Peixoto.

  • Foto: Marcelo Cardoso/GP1Palco Samba e Pagode: Fernando MonteiroPalco Samba e Pagode: Fernando Monteiro

O Palco de axé homenageou Thanis Killian, figura de Teresina que chama a atenção por sua presença constante em vários cantos da cidade, com sua irreverência e alegria marcantes. Nesse palco se apresentou Glauber Barão, Rosa Xote e Johnny Fred.

Fernando Monteiro, deputado estadual que faleceu recentemente, deu nome ao palco de samba e pagode. Fernando Monteiro foi um grande incentivador do Carnaval, que comandou a escola de samba Ziriguidum por muitos anos. O palco que levou seu nome conta com shows de Gillys Black, 100% Só Para Sambar e Samba no Coreto.

De acordo com a foliã Aldeline Almeida, que curtiu as músicas do palco Fernando Monteiro, o evento estava maravilhoso. “As músicas estavam ótimas, o evento em geral está maravilhoso, até mesmo embaixo de chuva”, disse a Aldeline.

  • Foto: Marcelo Cardoso/GP1Aldeline Almeida, foliã do palco Fernando almeidaAldeline Almeida, foliã do palco Fernando almeida

O palco de músicas carnavalescas levou o nome da cantora e compositora Maria da Inglaterra, um dos maiores ícones da música local, que possui mais de 2 mil canções autorais. Nesse palco, se apresentaram a Orquestra Sanfônica Seu Dominguinhos, a Banda de Marchinhas e Banda Folia.

Já Hirneyla curtiu o Corso de Teresina no palco Maria da Inglaterra, segundo a foliã, o palco era ideal para quem estava com crianças. “Eu vim com a minha família e com as crianças, são cerca de 10 pessoas, esse palco é ótimo para nós”, contou Hirneyla.

O palco de música eletrônica foi batizado com o nome de Stella Simpson, estilista entusiasta do Carnaval em Teresina, que trabalhou em inúmeras escolas de samba da cidade. Roger Fenty, Ítalo Sax, Dani Jales, Samuray, Alefone, Marceleleco e Disantis animaram esse palco.

O músico Dudu Batera, que teve sua carreira interrompida tragicamente, deu nome ao palco Mix. Bastante conhecido no meio musical, Dudu passou por bandas como Dona Bia e Mero Homem. Nesse palco, se apresentaram Danilo Rudah, Alma Roots e Bia e Os Becks.

O palco Rock homenageou o publicitário e produtor Marcus Peixoto, um dos maiores incentivadores da cultura no Piauí, inserindo o Estado no circuito dos festivais. Idealizador da Micarina e do Piauí Pop, Peixoto faleceu no ano de 2012. O palco que levou seu nome contou com shows de Martine Cadillac, Serial Lover e Brito Jr.

NOTÍCIAS DE TERESINA

Cerca de 300 mil pessoas são esperadas no Corso de Teresina

Campanha “Só se eu quiser” alerta mulheres sobre assédio no Corso

Vigilância Sanitária fiscalizará mercadorias de ambulantes no Corso

Confira os pontos de estacionamento no dia do Corso de Teresina