Polícia

Piauí apresentou redução de 10,9% de homicídios, diz pesquisa

As taxas de assassinatos no Estado caíram de 21,8, em 2016, para 19,4. Isso demonstra uma diminuição de 10,9%.

Laura Moura
Teresina
Davi Fernandes
Teresina
06/06/2019 15h21 - atualizado 15h22

O Piauí registrou uma queda no número de homicídios no ano de 2017, conforme o Atlas da Violência 2019, desenvolvido pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) em conjunto com o Fórum Brasileiro de Segurança Pública. As taxas de assassinatos no Estado caíram de 21,8, em 2016, para 19,4. Isso demonstra uma diminuição de 10,9%.

Os números são ainda menores que a média nacional, de 31,6. O estado com o maior índice foi o Rio Grande do Norte, com 62,8 e, em seguida o Ceará, com 60,2. A Secretaria de Segurança Pública do Piauí informou que a pesquisa aponta o Estado com a terceira menor taxa em relação aos assassinatos de jovens, com um índice de 38,9 homicídios para cada 100 mil habitantes.

Nesse quesito, o Piauí perdeu apenas para São Paulo, com 18,5 por cada grupo, e Santa Catarina, com 30,2. Ainda se tratando de assassinatos de jovens, o estado piauiense apresentou, entre os anos de 2016 e 2017, uma redução de 13,9%, ou seja, ainda maior que a nacional que foi 6,7%.

Morte de mulheres

O estudo apontou que o Piauí é o quarto estado com os menores índices de assassinatos de mulheres em 2017. A média é de 3,2 casos a cada 100 mil habitantes. A pesquisa não se refere, especificamente aos casos de feminicídios. Porém, somente neste ano, mais de dez casos já foram registrados.

O caso mais recente que a Polícia Civil tomou conhecimento ocorreu nesta terça-feira (04), no bairro Socopo, zona rural leste. A vítima foi identificada como Marlúcia Jacobe dos Santos, de 43 anos. Ela foi morta pelo companheiro que, logo depois, foi preso em flagrante.

Teresina registrou três feminicídios

Além do assassinato de Marclúcia Jacobe dos Santos, a Capital do Piauí, registrou um total de dois feminicídios. O primeiro teve como vítima uma mulher identificada como Mônica Valéria Messias da Costa, de 51 anos, foi assassinada pelo companheiro, identificado como Gil Carlos Moreira Rodrigues, de 42 anos em um apartamento localizado na Avenida Celso Pinheiro, no bairro Cristo Rei.

O próprio acusado de assassinar a esposa foi quem acionou a Polícia Militar para atender a ocorrência. A informação foi repassada ao GP1 pelo delegado Walter Cunha, do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

A vítima foi morta com quatro facadas na barriga e uma no pescoço. Segundo o delegado, Gil Carlos também estava com uma lesão no pescoço.

Segundo caso na Capital

O segundo caso que foi registrado na Capital foi a morte da jovem de 22 anos Lorrany Thalia. A jovem foi assassinada a facadas pelo companheiro identificado como Antuniel, de 24 anos, na noite da sexta-feira, 3 de maio, dentro de um apartamento no Residencial Torquato Neto IV, na zona sul de Teresina.

De acordo com a PM, o acusado ainda tentou cometer suicídio, mas não obteve êxito.

Todos demais casos foram noticiados pelo GP1 e ocorreram nos municípios de Esperantina, Regeneração, São Raimundo Nonato, Simplício Mendes, Castelo do Piauí, Betânia do Piauí, Cocal, Picos, Alegrete do Piauí e São Julião.

Esperantina

O primeiro caso de feminicídio do ano ocorreu no município de Esperantina. Uma mulher identificada como Elianede Sousa Paiva, 29 anos, foi morta com um tiro no peito pelo ex-companheiro, identificado como Marcelo Amorim da Silva, 33 anos, que após cometer o crime, tirou a própria vida, no dia 6 de janeiro.

Eliane não resistiu e veio a óbito ainda no local. Logo em seguida Marcelo efetuou um disparo em sua própria cabeça. A Polícia Militar foi acionada para realizar os procedimentos cabíveis ao caso e apreendeu uma pistola calibre 380 no local do crime.

São Raimundo Nonato

Uma mulher identificada como Rita dos Santos, 62 anos, foi morta no início da tarde do dia 23 de janeiro, no bairro Alto do Cruzeiro em São Raimundo Nonato, região Sul do Piauí. A suspeita é que o marido da vítima tenha sido o autor do crime.

De acordo com o delegado Marcelo Leal, Gerente de Policiamento do Interior, a mulher chegou a ser socorrida ao hospital, mas não resistiu aos ferimentos e veio a óbito. A Polícia Civil do Piauí ainda continua em diligências a fim de capturar o acusado identificado como José Carlos dos Santos.

Simplício Mendes

Uma adolescente identificada como Letícia Maria Costa de Arruda, de 14 anos, foi morta asfixiada no município de Simplício Mendes. O acusado é filho do marido da tia da vítima, que foi encontrada em um matagal nas proximidades da própria residência, na Vila Henrique Costa.

Ela foi encontrada pelo pai, com quem morava, que logo em seguida acionou a PM. De acordo com o tenente Damata, comandante do GPM da cidade, provavelmente ela foi morta em um outro local.

Os policiais, então, iniciaram diligências. Eles receberam a informação que havia uma pessoa no Morro da Coab e foram averiguar para ver se tratava do suspeito. Após a captura, o adolescente confessou o crime. Ele informou que cometeu o assassinato por conta de desavenças entre os dois por questões familiares.

Castelo do Piauí

Uma adolescente identificada como Maria das Graças Silva, de 17 anos, foi morta a pauladas pelo namorado no início da noite do dia 2 de fevereiro. O crime aconteceu em uma residência situada na localidade Espinhos, zona rural do município de Castelo do Piauí.

O acusado foi identificado como Francivando Gomes de Sousa, de 19 anos. O comandante do Grupamento da Polícia Militar da cidade, sargento Gomes, explicou que a vítima foi encontrada pela mãe do indivíduo, que socorreu a garota para a unidade hospitalar.

A Polícia Militar prendeu o acusado na tarde do dia seguinte, 3 de fevereiro. Segundo informações do major Etevaldo, comandante da Polícia Militar de Campo Maior, ele foi preso após ser avistado caminhando às margens da rodovia BR 407.

Regeneração

Um homem identificado como Janiel Pereira da Silva, natural de Angical do Piauí, assassinou a esposa identificada como Juscilene Soares de Sousa, 37 anos, e depois cometeu suicídio no bairro Vila União, na cidade de Regeneração no dia 18 de fevereiro.

De acordo com o cabo Giordano Gonçalves, da 2ª Companhia do 18º Batalhão da Polícia Militar, a PM foi acionada por volta de 6h40 por um popular que passou no local e viu Janiel Pereira morto, na frente de casa.

Betânia do Piauí

Uma mulher identificada como Ana Lúcia Rodrigues Cavalcante, 32 anos, foi morta a pauladas pelo próprio marido, identificado como Luís Coelho, 44 anos, que após o crime cometeu suicídio.

Segundo informações do soldado Franklin, do Grupamento da Polícia Militar (GPM) de Betânia do Piauí, populares acionaram os policiais após encontrarem os dois corpos no dia 8 de fevereiro. O corpo de Ana Lúcia foi encontrado em um lago a cerca de 800 metros do corpo de Luís, que estava próximo a um poste de energia elétrica.

Cocal

Uma mulher identificada como Nataciane dos Santos Sousa, de 23 anos, foi encontrada morta na noite do sábado, 16 de fevereiro, por volta das 19h, em uma residência abandonada no bairro São Francisco, na cidade de Cocal. A vítima havia sido morta no dia anterior, sexta-feira (15), com 10 perfurações de faca.

De acordo com informações repassadas pela Polícia Militar, desde o crime, a PM vinha realizando diligências para encontrar o acusado. Na noite do domingo, a guarnição recebeu a informação de que ele havia acabado de chegar em sua residência. A PM se deslocou ao local e prendeu o acusado, que não apresentou resistência.

Durante o trajeto de Cocal para a Central de Flagrantes de Parnaíba, o acusado confessou o crime e afirmou que matou a mulher por ciúmes, após ter visto mensagens de texto no celular da vítima.

Picos

No dia 4 de março, no município de Picos, Francisca Gorete morreu após ser agredida com uma paulada na cabeça por um homem identificado como Antônio José da Silva.

Segundo informações do tenente-coronel Edwaldo Viana, comandante do 4º Batalhão da Polícia Militar de Picos, o crime ocorreu por volta das 3h. Testemunhas informaram que a vítima foi espancada por Antônio José, que trabalha em uma pizzaria conhecida da cidade. A prisão do acusado ocorreu no dia 11 de março, em Picos.

Alegrete do Piauí

Uma mulher identificada como Francisca Marcelândia da Silva, 31 anos, foi assassinada no dia de seu aniversário pelo próprio companheiro na noite do dia 8 de abril com um tiro no peito, no município de Alegrete do Piauí, região Sudeste do estado.

De acordo com o comandante do Grupamento de Policiamento Militar (GPM) de Alegrete do Piauí, cabo Osmaildo, o companheiro da vítima, Francisco Jefferson de Sousa, fugiu logo após o crime.

A PM foi acionada por volta de 18h40 até o povoado Geminiano e quando chegou ao local constatou que Francisca Marcelândia estava ferida no peito e que havia um homem, identificado com Alexandre, ferido. Diante da situação, os dois foram socorridos para o hospital de Picos, mas ela não resistiu aos ferimentos e morreu por volta de 22h40.

São Julião

Uma jovem de 20 anos identificada como Joana Maria de Brito Silva foi assassinada a facadas na noite da terça-feira, 4 de junho, na localidade Furjão, na zona rural do município de São Julião, região Sudeste do Piauí.

Segundo informações do sargento Xavier, comandante da Polícia Militar de São Julião, o crime aconteceu por volta de 23h. Populares relataram que o acusado era casado com outra mulher, mas mantinha um relacionamento amoroso com Joana. A suspeita é que o crime tenha sido motivado por ciúmes.

CNJ registra 250% em casos de feminicídios

Entre os anos de 2016 a 2018, os números de processos de feminicídio apresentou um grande crescimento conforme os dados do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que foram divulgados no dia da mulher, 8 de março.

Segundo o levantamento, em 2016 foram 18 casos pendentes, em 2017 ocorreu um aumento para 46 e em 2018 o número se elevou para 63 casos. Com isso, a porcentagem de aumento no número de casos foi de 250%.

Além dos casos de feminicídios, o número de medidas protetivas também teve aumento entre os anos de 2016 e 2018. Foram pedidas 1.855 medidas protetivas em 2016, o número foi para 2.691 em 2017 e no ano de 2018 o aumento foi para 3.502.

Anos anteriores

Segundo a SSP-PI, em 2018, 57 mulheres foram mortas no Piauí. Desse total, 25 crimes foram enquadrados como feminicídio, sendo que nove aconteceram em Teresina e 16 no interior do estado. Já em 2017, foram registrados 26 feminicídios em todo o estado.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Piauí registra 12 casos de feminicídios em pouco mais de 4 meses

CNJ registra aumento de 250% nos casos de feminicídios no Piauí