São Paulo - SP

Piauiense e família são encontrados carbonizados em São Paulo

Segundo a polícia, as duas suspeitas, durante o depoimento, entraram em contradição em diversos pontos. O delegado ainda afirmou que o depoimento de uma testemunha foi decisivo.

Willyam Ricardo
Teresina
30/01/2020 09h59 - atualizado 10h07

Uma família foi encontrada carbonizada, na manhã desta terça-feira (28), no porta-malas de um carro na cidade de São Bernardo do Campo, localizada no estado de São Paulo. Uma das vítimas era um piauiense de 39 anos, natural de Cocal, região Norte do Piauí.

Inicialmente, a polícia havia informado que apenas dois corpos estavam no carro, mas as investigações confirmaram que três pessoas da mesma família morreram. São eles: a mãe identificada como Flaviana Gonçalves, de 35 anos, o pai identificado como Romuyuki Veras Goncalves, de 39 anos, piauiense natural de Cocal, e um filho adolescente identificado como Ruan Vitor Gonçalves, de 15 anos.

  • Foto: ReproduçãoFoto da família Família foi encontrada carbonizada

O caso está sendo investigado pelo 6° Distrito Policial de São Bernardo do Campo.

Filha é uma das principais suspeitas

A Justiça de São Bernardo do Campo decretou na tarde desta quarta-feira (29) a prisão temporária de Ana Flávia Gonçalves, de 24 anos, e sua companheira, Carina Ramos, de 31 anos. O casal é suspeito de ter matado os pais e o irmão de Ana Flávia.

Ana Flávia e Carina foram presas nesta quarta (29) quando estavam a caminho do escritório de um advogado. O pedido de prisão temporária foi feito à Justiça pelo delegado titular e chefe da Divisão de Homicídios de São Bernardo, Paul Henry Bozon Verduraz.

Segundo a polícia, as duas suspeitas, durante o depoimento, entraram em contradição em diversos pontos. O delegado ainda afirmou que o depoimento de uma testemunha foi decisivo.

Os investigadores esperam o resultado da análise dos celulares das duas mulheres, e acreditam que outras pessoas também possam estar envolvidas no caso.

Mais conteúdo sobre: