Alagoinha do Piauí - PI

Piauiense é presa em SP por não denunciar marido que estuprava a filha

Pedrina e a menor são naturais da zona rural do município de Alagoinha do Piauí, mas residiam em São Paulo.

Débora Dayllin
Teresina
17/05/2018 17h58 - atualizado 21h05

Um casal identificado como Pedrina Lindalva de Oliveira e Edilson José de Souza foi preso na noite dessa quarta-feira (16), acusados de estuprar a filha e enteada de 16 anos, na cidade de Paulínia no interior do estado de São Paulo.

  • Foto: Reprodução: TVB/RecordTVCasal preso por estupro em São PauloCasal preso por estupro em São Paulo

Pedrina e a menor são naturais da zona rural do município de Alagoinha do Piauí, mas residiam em São Paulo. Segundo informações da polícia a mãe sabia que os abusos ocorriam e, ainda assim, não procurou a polícia. Ela se casou com Edilson há seis anos, quando a filha tinha apenas 10 anos de idade. Os abusos por parte do padrasto começaram nos primeiros meses em que a mãe e a menina foram morar com o acusado. Conforme relatos, quando a vítima completou 13 anos, a violência se tornou ainda mais frequente.

De acordo com a TVB, o crime só foi descoberto depois que a vítima, já cansada da violência que sofria, procurou o pastor da igreja que a família frequentava e contou o que acontecia. Edilson e Pedrina teriam confessado o crime ao pastor, que alegou ter gravado toda a declaração. O casal foi preso temporariamente por estupro de vulnerável.

Mais conteúdo sobre: