Picos - PI

PM registra onda de roubos e furtos no final de semana em Picos

Policiais do 4º Batalhão da Polícia Militar continuam em busca dos autores dessa onda de roubos e furtos em Picos, mas ninguém foi preso até o momento.

Wanessa Gommes
Teresina
15/07/2019 21h23 - atualizado 21h37

O município de Picos, distante 322 km de Teresina, registrou uma onda de violência nesse último final de semana. O 4º Batalhão da Polícia Militar do Piauí contabilizou três roubos e três furtos, entre sexta-feira (12) e a noite deste domingo (14).

Só na sexta-feira (12), foram praticados dois roubos, no primeiro, três homens roubaram uma motocicleta modelo NXR 125 de cor vermelha, na localidade Lagoa dos Félix. No segundo, dois suspeitos armados com uma arma de fogo roubaram três celulares e uma quantia em dinheiro.

Já no sábado (13), por volta das 21h, uma motocicleta modelo CG 150 FAN de cor preta, foi tomada de assalto na BR 407 nas proximidades de um motel no povoado Torrões. A vítima informou à polícia que os suspeitos estavam armados, cada um com uma arma de fogo.

A motocicleta foi recuperada às 12h da manhã do domingo (14), na estrada do Rancho Tamarindo, bairro Samambaia, depois de ser abandonada.

Furtos

Ainda de acordo com a Polícia Militar, por volta de 1h da madrugada do domingo (14), uma motocicleta modelo Biz 125 de cor verde, foi furtada da frente de uma escola, no bairro Morada Nova. Populares informaram que o suspeito era um rapaz, de cor clara, que usava camisa branca, short preto e boné branco.

Já às 10h30min, a PM foi informada de que um estabelecimento comercial situado no bairro Ipueiras tinha sido furtado. Ao analisar as imagens das câmeras de segurança, um dos indivíduos foi reconhecido, diligências foram feitas, mas ninguém foi capturado.

Também no domingo, por volta de 21h45min, uma moto modelo POP 100 de cor vermelha foi furtada da frente da casa da vítima.

Policiais do 4º Batalhão da Polícia Militar continuam em busca dos autores dessa onda de roubos e furtos em Picos, mas ninguém foi preso até o momento.

*Com colaboração do repórter Fábio Wellington

Mais conteúdo sobre: