Paulistana - PI

Polícia Militar prende radialista acusado de extorsão no Piauí

Segundo informações da Polícia Militar, os policiais de Jacobina foram informados que Luís Magalhães, que é proprietário da rádio Paulistana FM, estava se passando por um fiscal da Ecad.

Bárbara Rodrigues
Teresina
17/11/2018 08h17 - atualizado 09h06

Um empresário e radialista identificado como Luís Carlos Rosa Magalhães, de 46 anos, foi preso pela Polícia Militar de Jacobina acusado pelo crime de usurpação de função pública, por se passar de agente fiscal do Escritório Central de Arrecadação e Distribuição (Ecad). O caso ocorreu no dia 13 de novembro e na quinta-feira (15) ele foi transferido para a Delegacia Regional de Paulistana.

Segundo informações da Polícia Militar, os policiais de Jacobina foram informados que Luís Magalhães, que é proprietário da rádio Paulistana FM, estava se passando por um fiscal da Ecad, que é um escritório responsável pela a arrecadação e distribuição dos direitos autorais das músicas aos seus autores.

Segundo o denunciante, Luís Magalhães passou em uma rádio comunitária na localidade Mirador, na zona rural da cidade de Conceição do Canindé, onde afirmou ser fiscal federal de Teresina. Ele então pediu R$ 1.000 mil referente a sua diária de serviço, mas a pessoa que estava na rádio, identificado como Alonso, não havia o valor e repassou R$ 800.

Depois que ele saiu da rádio, uma pessoa ligou para os policiais explicando a situação e passou as características do acusado, informando que ele estava seguindo para a cidade de Paulistana. Então os policiais montaram uma barreira e acabaram conseguindo interceptar Luís Magalhães, que afirmou ser fiscal da Ecad.

Foi feita uma busca e os policiais encontraram R$ 836, além de um crachá funcional do Ecad e um distintivo de fiscalização federal. Os policiais então ligaram para a central da ECAD, que negou a versão de Luís Magalhães. Ele foi então preso e encaminhado para a Delegacia Regional de Paulistana.