Paulistana - PI

Prefeito Didiu é alvo de ação por improbidade administrativa

De acordo com a denúncia, Raimunda Ana Coelho de Melo não é portadora de curso superior ou técnico, “não possuindo, portanto, habilitação necessária para a pasta”.

Gil Sobreira
Teresina
29/05/2017 14h57 - atualizado 15h01

O prefeito de Paulistana Gilberto José de Melo, mais conhecido como “Didiu”, é alvo de ação civil por improbidade administrativa acusado de nepotismo, por ter nomeado a esposa, Raimunda Ana Coelho de Melo, para o cargo de Secretária Municipal de Assistência Social e Trabalho.

De acordo com a denúncia, Raimunda Ana Coelho de Melo não é portadora de curso superior ou técnico, “não possuindo, portanto, habilitação necessária para a pasta”.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Gilberto José, Didiu, Prefeito de PaulistanaGilberto José, Didiu, Prefeito de Paulistana

“Não resta dúvida que a conduta dos réus fere frontalmente o dever de probidade previsto na Constituição, que representa o dever normal de honestidade no trato da coisa pública”, afirma na petição inicial a promotora Emannuelle Martins Neiva Dantas Rodrigues Belo.

O Ministério Público pediu liminarmente o afastamento imediato de Raimunda Ana Coelho de Melo, e ao final a condenação de Didiu nas sanções prevista no artigo 12, Inciso III, da Lei 8.429/92, no caso: perda da função pública, ressarcimento integral do dano, suspensão dos direitos políticos, multa civil e a proibição de contratar com Poder Público ou receber benefícios fiscais ou creditícios.

A ação foi ajuizada pelo Ministério Público no dia 07 de abril deste ano está conclusa ao juiz Jorge Cley Martins Vieira, da Vara Única da Comarca de Paulistana, para decisão.

Outro lado

Procuradona tarde desta segunda-feira (29), o prefeito Didiu não foi localizado para comentar o caso. O GP1 continua aberto para quaisquer esclarecimentos.