Campinas do Piauí - PI

Prefeito Neim nega descumprimento do piso salarial de professores

Em nota, o gestor esclarece que em 2018 realmente houve atraso no piso salarial, mas o débito foi negociado e todas as dívidas foram pagas corretamente.

Victória Xavier
Teresina
17/03/2020 20h02 - atualizado 20h23

O prefeito Neim, de Campinas do Piauí, encaminhou uma nota de esclarecimento ao GP1 na tarde desta terça-feira (17), referente a matéria intitulada “Prefeito Neim é acusado de não pagar piso salarial dos professores”. O prefeito Neim informou que as informações repassadas pelo denunciante não condizem com a verdade dos fatos.

Em nota, o gestor esclarece que em 2018 realmente houve atraso no piso salarial, mas o débito foi negociado e todas as dívidas foram pagas corretamente. “Em virtude da escassez de recursos, houve atrasos no cumprimento do pagamento do piso do magistério. No entanto, no exercício de 2019 concedi os aumentos relativos ao ano de 2018 somado ao percentual de 2019”, diz trecho da nota.

Reformas das escolas

De acordo com o prefeito Neim, o setor responsável está realizando o procedimento licitatório para a reforma das escolas municipais e as reformas ocorrerão em breve.

“No tocante a reforma das escolas, determinamos ao setor competente que procedesse ao procedimento licitatório para a reforma dessas escolas, o que de certo já está ocorrendo no âmbito do setor competente deste município e tão logo se conclua, as reformas irão iniciar-se”, informou a nota.

Transporte escolar

O gestor informou ainda que o serviço está acontecendo normalmente e os ônibus estão buscando e deixando os alunos nas suas respectivas unidades de ensino.

Leia a nota encaminhada pelo prefeito Neim na íntegra:

O veículo de notícias GP1, de ampla repercussão em todo o Estado do Piauí, publicou matéria que não condiz com a verdade dos fatos. Sorte a nossa a possibilidade de aclararmos a situação.

No ano de 2018 chamei a categoria dos professores para negociar acerca do reajuste do piso salarial dos profissionais do magistério. Em virtude da escassez de recursos, houve atrasos no cumprimento do pagamento do piso do magistério. No entanto, no exercício de 2019 concedi os aumentos relativos ao ano de 2018 somado ao percentual de 2019.

Desafio o denunciante a mostrar os contracheques de 2018 e 2019 para que possamos mostrar a sociedade piauiense o acréscimo real de sua remuneração, o que invariavelmente não se efetivará pois acobertado está pelo manto da covardia, com interesses rasteiros e politiqueiros.

Cessadas as negociações a respeito do cumprimento do piso de 2018, a categoria resolveu a seu juízo, ajuizar ação judicial com vistas a compelir o município a cumprir com o estabelecido pelo MEC. No entanto, até o presente momento não há condenação do município para que isso aconteça, o que a nosso sentir será inócuo, visto o adimplemento dos percentuais de 2018 em conjunto com o de 2019. Portanto, plenamente sanado o problema.

Em 2020 já sancionamos o projeto de lei que concede o reajuste do piso salarial dos profissionais do magistério. Estamos fazendo o dever de casa!

No tocante a reforma das escolas, determinamos ao setor competente que procedesse ao procedimento licitatório para a reforma dessas escolas, o que de certo já está ocorrendo no âmbito do setor competente deste município e tão logo se conclua, as reformas irão iniciar-se.

Quanto ao transporte escolar, o serviço está ocorrendo normalmente, sem soluções de continuidade. Os ônibus estão buscando e deixando os alunos nas suas respectivas unidades de ensino, não havendo por parte dos beneficiários, no caso os alunos, quaisquer reclamações quanto aos serviços prestados.

Infelizmente, de forma sorrateira, baixa e obscura, servindo a interesses políticos, o denunciante fantasma não traz prova da verdade dos fatos.

Padre Antônio Vieira, acertadamente disse que “Para falar ao vento, bastam palavras, para falar ao coração são necessárias obras.”. Infelizmente, fácil é jogar palavras ao vento. Difícil é falar ao coração de uma população tão sofrida, que por meio desta administração tem sido tocada em seu coração por obras, sejam elas físicas ou morais.

Enquanto gestor passarei. Mas as minhas obras jamais passarão.

Campinas do Piauí, 17 de março de 2020.

Valdinei Carvalho de Macêdo, o Neim, prefeito democraticamente eleito pelo povo de Campinas do Piauí.

NOTÍCIA RELACIONADA

Prefeito Neim é acusado de não pagar piso salarial dos professores

Mais conteúdo sobre: