Luzilândia - PI

Promotor pede que PM fiscalize ônibus clandestinos em Luzilândia

Promotor Carlos Rogério afirmou que existe “um grande fluxo de pessoas se desloca diariamente para Luzilândia e região e de lá se deslocam, mormente por transporte clandestino de passageiros".

Bárbara Rodrigues
Teresina
24/03/2020 17h50 - atualizado 18h11

O Ministério Público do Estado, por meio do promotor Carlos Rogério Beserra da Silva, expediu recomendação à Polícia Militar de Luzilândia para que sejam intensificadas as fiscalizações a ônibus clandestinos no âmbito do território dos municípios de Luzilândia, Joca Marques e Madeiro, como medida de prevenção diante da pandemia do coronavírus.

Carlos Rogério destacou na recomendação que existe um decreto do governador Wellington Dias (PT) que aponta a necessidade de adoção de medidas fiscalizatórias para evitar a proliferação do novo coronavírus. Ele destacou que existe “um grande fluxo de pessoas se desloca diariamente para Luzilândia e região e de lá se deslocam, mormente por transporte clandestino de passageiros”.

  • Foto: Alef Leão/GP1Polícia Militar no local do crimePolícia Militar

Diante disso o promotor pede que a Polícia Militar intensifique a fiscalização sobre o transporte coletivo interestadual e intermunicipal clandestino no âmbito do território dos municípios de Luzilândia, Madeiro e Joca Marques, devendo notificar a Vigilância Sanitária acerca das ocorrências que envolvam transporte coletivo clandestino interestadual e intermunicipal, encaminhando os veículos à rodoviária municipal para fins de avaliação e orientação dos seus passageiros pela Vigilância Sanitária.

O promotor Carlos Rogério também pediu que a Secretaria de Saúde do Município e à Vigilância Sanitária que, com o apoio da Polícia Militar de Luzilândia e da Guarda Municipal, intensifiquem as fiscalizações sobre o transporte coletivo interestadual e intermunicipal clandestino.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Coronavírus: Wellington anuncia ações para maior controle nas fronteiras

Polícia Militar fiscaliza estabelecimentos e fronteiras no Piauí

Polícia Federal e Exército se preparam para fechar fronteiras terrestres