Teresina - PI

Quadrilha é presa acusada de aplicar golpes no centro de Teresina

A prisão aconteceu na Praça da Bandeira após o trio aplicar um golpe em uma vítima.

Brunno Suênio
Teresina
22/12/2017 18h43 - atualizado 18h45

A Polícia Civil do Piauí, através da equipe de Investigação do 1° Distrito Policial, prendeu em flagrante, nesta sexta-feira (22), três homens suspeitos de aplicar golpes no centro de Teresina. A prisão aconteceu na Praça da Bandeira após o trio aplicar um golpe em uma vítima.

  • Foto: Divulgação/PC-PITrio é preso acusado de aplicar golpes em TeresinaTrio é preso acusado de aplicar golpes em Teresina

Os presos, todos do Maranhão, foram identificados como Raimundo Pereira e Vanildo Torre Braga, ambos de São Luis, e Raimundo Rodrigues da Silva Neto, natural de Imperatriz. Com eles, a polícia apreendeu objetos usados na prática dos golpes e a quantia de R$ 900,00 em dinheiro proveniente das ações criminosas aplicadas.

O policial João Paulo explicou como acontecia o golpe: “Eles se utilizavam de vários golpes, um deles era aquele jogo das tampinhas com as bolinhas, que eles escondem as bolinhas e ficam manuseando a mesa, dois [dos golpistas] ficam nas proximidades jogando, fazendo com que outras pessoas fossem vítimas do golpe. Eles apostavam, ganhavam e perdiam, estimulando as pessoas a jogarem. Nessa de estimular, eles faziam um jogo com a pessoa, ajudavam a ganhar e a pessoa ia ganhando e perdendo ao mesmo tempo”, explicou.

  • Foto: Divulgação/PC-PIMaterial apreendido com os presosMaterial apreendido com os presos

“A gente fez o monitoramento, jogamos uma vez e percebemos que eles já tinham feito uma vítima lá e foi o momento que fizemos a abordagem e a prisão deles, mas, com eles, tinham outros materiais para aplicação de golpes como cartas, por exemplo”, contou.

A prisão foi pelo golpe das bolinhas, mas, segundo o policial, eles se utilizavam de outros meios para iludir as pessoas. “Eles ficam rodando nas cidades, aproveitaram o período natalino, quando o centro comercial tá cheio e ficam se movimentando, aplicando os golpes”, alertou.

Os três foram encaminhados para a Central de Flagrantes de Teresina para adoção dos procedimentos legais. Eles irão responder pelos crimes de estelionato e associação criminosa.