Política

Rafael Fonteles anuncia pedido de empréstimo de mais de R$ 1 bilhão

“O valor do empréstimo será superior a R$ 1 bilhão, mas não decidimos ainda o formato. Serão investimentos que o governador está decidindo", disse o secretário.

Germana Chaves
Teresina
Andressa Martins
Teresina
11/07/2019 12h58 - atualizado 13h08

Durante audiência realizada na Comissão de Finanças da Assembleia Legislativa do Piauí na manhã desta quinta-feira (11), o secretário da Fazenda, Rafael Fonteles, fez um uma explanação dos dados financeiros do segundo quadrimestre de 2019 e informou que o Governo do Estado vai encaminhar para Alepi no próximo mês, um pedido de empréstimo de mais de R$ 1 bilhão.

Fonteles antecipou ainda que o governador Wellington Dias vai pessoalmente a Assembleia pedir a colaboração dos deputados para a aprovação. “O valor do empréstimo será superior a R$ 1 bilhão, mas não decidimos ainda o formato. Serão investimentos que o governador está decidindo e certamente irá apresentar quando enviar o projeto a esta Casa”, explicou Fonteles.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Rafael FontelesRafael Fonteles

Redução de despesas

Ainda de acordo com o secretário, o Estado constatou uma economia de cerca de R$ 200 milhões nesse quadrimestre. “Ficou confirmado pelos números da contabilidade uma redução da despesa em torno de R$ 200 milhões e um crescimento da receita acima de 200 milhões, o que demonstra todo o esforço do estado em fazer o ajuste fiscal para diminuir os passivos que tem. Esse esforço é para colocar todas as contas em dia e é isso que estamos tentando fazer ao longo desse ano com o ajuste fiscal muito forte”, explicou o gestor.

LRF

Rafael destacou que as despesas com o pessoal ainda continuam acima do limite prudencial. “Portanto há persistência das vedações previstas na Lei de Responsabilidade Fiscal”, esclareceu.

Precatórios

Rafael Fonteles admitiu que o Estado deverá colocar à venda o precatório do Fundef de R$ 1,5 bilhão, mas afirmou que a quantia será analisada. “Provavelmente sim [será colocado à venda]. Estamos estudando essa possibilidade. O governador ainda não decidiu qual valor exato”, falou ele.

Meta

O governador Wellington Dias anunciou no início do ano que o Estado precisaria fazer uma economia no valor de R$ 400 milhões ao longo do ano. Segundo Fonteles, R$ 300 milhões já foram alcançados.

“Já atingimos mais de R$ 300 milhões de economia anual. Apresentamos, inclusive, esse balanço e continuamos perseguindo essa meta [de R$ 400 milhões]. A redução de despesas é feita de grão em grão, não existe uma medida simples, até porque toda medida de redução de despesas gera um certo transtorno. Então, continuamos perseguindo essa meta. Já atingimos mais de 75% e devemos até o final do ano, concluir a missão dada pelo governador”, concluiu Fonteles.