Piauí

Regina Sousa e Firmino participam de comemoração dos 44 anos da Embrapa

O portifólio da unidade conta com 127 ativos tecnológicos e possui atualmente 11 projetos em execução, que pretende disponibilizar soluções na agropecuária e melhorar a vida dos produtores.

Andressa Martins
Teresina
Germana Chaves
Teresina
Bárbara Rodrigues
Teresina
Jonas Carvalho
Teresina
14/06/2019 11h21 - atualizado 11h38

Solenidade em comemoração aos 44 anos da Embrapa

Na manhã desta sexta-feira (14) a Embrapa Meio-Norte realizou um café da manhã para comemorar seus 44 anos. A governadora em exercício Regina Sousa, o prefeito de Teresina Firmino Filho (PSDB) e o deputado federal Júlio César (PSD) prestigiaram o evento.

O portifólio da unidade conta com 127 ativos tecnológicos e possui atualmente 11 projetos em execução, que pretende disponibilizar soluções na agropecuária e melhorar a vida dos produtores.

Regina Sousa disse que a Embrapa é uma “joia” e que precisa ser “valorizada”. “A Embrapa é uma joia que a gente tem na ciência e tecnologia, que tem que ser valorizada, que tem que ser bem tratada porque produz para a humanidade. As pesquisas da Embrapa são pesquisas muito sérias, na produção, inovação produtiva e principalmente o acompanhamento a produção do pequeno. Os pequenos aprendem aqui”, afirmou.

Competitividade

O prefeito Firmino Filho avaliou que por conta das pesquisas da Embrapa, o Brasil conseguiu ser competitivo na área da agricultura.

“A Embrapa, a nível nacional, transformou a nossa agricultura. O Brasil tem hoje uma inserção no mercado global baseado nas vantagens competitivas que foram potencializadas pelas pesquisas realizadas pela Embrapa Nacional [...] O Brasil tem capacidade competitiva onde ele pode incorporar tecnologia, quer seja na agricultura, quer seja na indústria”, disse.

Alavancou economia

O deputado federal Júlio César destacou que as tecnologias desenvolvidas pela Embrapa ajudam os agricultores a aumentarem a produção, ajudando assim a economia do Estado do Piauí.

“Muito importante a Embrapa, com o crescimento da tecnologia da produção e da produtividade, se tem um ganho dos agricultores aqui no Piauí e no Brasil. Temos no agronegócio a principal pauta para exportação, com mais de 100 bilhões de dólares e no Piauí crescemos nos dois últimos anos, de 1 milhão e 60 toneladas, para mais de 4 milhões e meio de toneladas. Isso eu atribuo em boa parte a alta tecnologia da Embrapa e também a tecnologia desenvolvida pelos próprios agricultores. A regularização fundiária é algo que vai contribuir ainda mais, principalmente com esse projeto de lei do governo que será encaminhado para a Assembleia, que irá aumentar a área plantada e consequentemente a produção”, disse o deputado federal Júlio César.