Saúde

Retrospectiva: relembre artistas que morreram durante o ano de 2019

Gugu Liberato, Ricardo Boechat, Paulo Henrique Amorim, Gabriel Diniz e outras celebridades nos deixaram em 2019.

Jeyson Moraes
Teresina
01/01/2020 15h16 - atualizado 15h25

Em 2019, muitos artistas e personalidades conhecidas no Brasil nos deixaram. As mortes de figuras importantes da TV, como a do apresentador Gugu Liberatto, dos jornalistas Paulo Henrique Amorim e Ricardo Boechat ficaram marcadas.

O GP1 fez um levantamento e trouxe ao leitor as mortes dos famosos que chocaram o Brasil durante o ano de 2019.

  • Foto: Divulgação/Arquivo pessoalAlguns dos famosos que faleceram em 2019Alguns dos famosos que faleceram em 2019

Janeiro

No primeiro mês do ano, no dia 3, a influencer Kamylle Marinho, de 16 anos, perdeu a luta contra um câncer. Ela foi diagnosticada com Sarcoma de Ewing no retroperitônio em 2016 e desde então compartilhava sua luta nas redes sociais para os mais de 260 mil seguidores.

Já no dia 23 do mesmo mês, o ator Caio Junqueira morreu aos 42 anos após um acidente de carro no aterro do Flamengo, capital carioca. Também em janeiro, o fundador d'O Rappa, Marcelo Yuka, morreu aos 53 anos por um AVC no Rio de Janeiro.

  • Foto: Reprodução/InstagramCaio Junqueira e Kamylle Marinho morreram em janeiro de 2019Caio Junqueira e Kamylle Marinho morreram em janeiro de 2019

Fevereiro

No segundo mês do ano, a morte que mais marcou foi a de Ricardo Boechat, o jornalista da TV Band estava em um helicóptero que caiu em cima de um caminhão em um rodoanel da cidade de São Paulo. O veículo pegou fogo logo após a queda, ele e o condutor do helicóptero, Ronaldo Quattrucci, morreram carbonizados.

O jornalista tinha 66 anos e já trabalhou em grandes jornais como O Dia, O Globo, Jornal do Brasil e O Estado de São Paulo. Quando morreu, Boechat trabalhava na TV Band e rádio BandNews FM, além de ser comentarista da revista Isto É.

Ainda em fevereiro, a cantora Deise Cipriano, integrante do Fat Family, morreu vítima de câncer. Ela estava internada no Instituto do Câncer do Estado de São Paulo desde agosto de 2018. Deise é uma das fundadoras do Fat Family, grupo brasileiro de soul music criado em 1996.

  • Foto: Reprodução/InstagramRicardo Boechat e a cantora Deise Cipriano Ricardo Boechat e a cantora Deise Cipriano

Março

Aos 74 anos, o ex-presidente do Vasco e ex-deputado federal, Eurico Miranda, morreu na zona oeste do Rio na tarde do dia 12. Ele lutava contra o 3º câncer. Conhecido por suas polêmicas e conquistas, Eurico é o mais icônico dirigente da história do clube de São Januário.

Rafael Henzel foi um dos quatro brasileiros que sobreviveram ao acidente com o avião da Chapecoense em 2016. Neste ano, ele morreu após sofrer um infarto enquanto jogava futebol na cidade de Chapecó, em Santa Catarina. O jornalista foi levado ao hospital regional da cidade ainda com sinais vitais, mas não resistiu.

Também em março, no primeiro dia do mês, Arthur Lula da Silva, neto do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, morreu em São Paulo. A criança de 7 anos faleceu por causa de uma infecção generalizada provocada pela bactéria Staphylococcus Aureus. Na ocasião, o ex-presidente Lula conseguiu uma autorização judicial e acompanhou o velório e a cerimônia de cremação ao lado da família.

  • Foto: Reprodução/FacebookEurico Miranda, Rafael Henzel e o neto do ex-presidente Lula, Arthur LulaEurico Miranda, Rafael Henzel e o neto do ex-presidente Lula, Arthur Lula

Abril

Com mais de 50 anos de carreira, a cantora Beth Carvalho faleceu no dia 30 de abril. Ela estava internada em um hospital do Rio de Janeiro e foi um dos maiores nomes da história do samba. Com dezenas de discos gravados e sucessos como 'Andança' e 'Coisinha do pai', ela era considerada madrinha de artistas como Zeca Pagodinho, Arlindo Cruz e Jorge Aragão.

O cantor Mc Sapão também morreu em abril, ele tinha 40 anos e contraiu uma gripe que se agravou para o quadro de pneumonia. Entre os maiores sucessos de MC Sapão, estão 'Eu tô tranquilão', 'Rei do baile', 'Eu sei cantar' e 'Vou desafiar você'. O cantor, que começou a carreira em 1998, estava escalado como uma das atrações do palco de parcerias do Rock in Rio.

Outra morte marcante foi a da modelo Caroline Bittencourt, que era modelo e tinha 37 anos. Ela trabalhou como modelo na Itália para estilistas como Valentino Garavani e Roberto Cavalli. Na televisão, trabalhou na RedeTV! como repórter do programa 'Top Report' e na RecordTV, com o quadro 'Sete Segredos' no 'Hoje em Dia'. Ela morreu ao cair de uma embarcação no litoral norte de SP.

  • Foto: Divulgação/Instagram/FacebookBeth Carvalho, Mc Sapão e Caroline Bittencourt morreram em abril de 2019Beth Carvalho, Mc Sapão e Caroline Bittencourt morreram em abril de 2019

Maio

Uma das mortes que mais abalou os brasileiros em 2019 foi a de Gabriel Diniz, o cantor, que ficou famoso com o hit 'Jenifer'. O jovem morreu no auge da fama em um acidente de avião na região sul de Sergipe. Vários artistas e personalidades fizeram homenagem ao cantor, que tinha 28 anos e morreu no dia do aniversário da namorada.

Os próprios amigos do cantor de 28 anos reconheceram o corpo do artista entre os mortos no local. A assessoria de imprensa de Gabriel Diniz já havia confirmado que o cantor estava no avião e no início das buscas, encontraram o passaporte do artista. Conforme o Corpo de Bombeiros, o acidente aconteceu no final da manhã do dia 27 de maio. A Polícia Militar confirmou três mortes no acidente.

Lúcio Mauro faleceu no mesmo mês. Ele integrou o elenco de alguns dos principais programas de humor da Globo, como 'Chico City' (1973), 'Os Trapalhões' (1989) e 'Escolinha do Professor Raimundo' (1990). O ator também criou, dirigiu e atuou em outras dezenas de programas de humor na televisão, com destaque para 'Balança Mas Não Cai' (1968).

  • Foto: DivulgaçãoCantor Gabriel Diniz e o ator Lúcio Mauro morreram em maioCantor Gabriel Diniz e o ator Lúcio Mauro morreram em maio

Junho

Rafael Henrique Miguel morreu aos 22 anos assassinado a tiros juntamente com seus os pais. Ele interpretou o personagem Paçoca na novela 'Chiquititas'. Rafael também atuou em novelas como 'Pé na Jaca', 'Cama de Gato' e o especial de fim de ano 'O Natal do menino imperador'. Rafael e os pais foram assassinados a tiros, o principal suspeito é o pai da namorada do ator, que tinha ciúmes da relação dos dois.

  • Foto: Arquivo PessoalRafael Henrique MiguelRafael Henrique Miguel

Julho

O jornalista de 77 anos Paulo Henrique Amorim também morreu em 2019, ele trabalhou em diversas redações da imprensa brasileira. Seu último emprego foi na TV Record, no programa Domingo Espetacular. O jornalista morreu de infarto dentro de casa na capital fluminense.

Artistas, politicos e personalidades se emocionaram e fizeram homenagens ao jornalista, que morreu no dia 10 de julho.

  • Foto: DivulgaçãoPaulo Henrique AmorimPaulo Henrique Amorim

Agosto

Em agosto, o ator João Carlos Barroso, de 69 anos, morreu por complicações de um câncer. Ele era conhecido por seus amigos como Barrosinho e tem dezenas de novelas em seu currículo, entre elas 'Roque Santeiro', 'Estupido cupido', 'O Bem amado', 'Pecado Capital' e 'Pedra sobre pedra'. No cinema, estrelou filmes como 'A espada era a lei' (1963) e 'O pistoleiro' (1976). Mais recentemente, atuou no humorístico 'Zorra e na novela 'Sol Nascente' como o delegado Mesquita.

Outubro

No mês de outubro, o ator e diretor Jorge Fernando, de 64 anos, O ator e diretor Jorge Fernando morreu, aos 64 anos, na noite do dia 27, no Rio de Janeiro. Ele estava internado no Hospital Copa Star, em Copacabana, desde a tarde, após ter um aneurisma. Segundo o hospital, a causa da morte foi uma parada cardíaca em decorrência do aneurisma.

Ele estava na Rede Globo desde 1978, Jorge Fernando ajudou a revolucionar a forma de fazer TV Brasil, ao dirigir 34 produções, como os sucessos 'Rainha da sucata' e 'Alma gêmea'. Como ator, ele estreou no seriado 'Ciranda, Cirandinha'.

  • Foto: Reprodução/FacebookJorge Fernando morreu aos 64 anos Jorge Fernando morreu aos 64 anos

Novembro

Um dos maiores nomes da TV brasileira, Gugu Liberato faleceu aos 60 anos após um acidente dentro de sua residência nos EUA. Ele chegou a ser internado em um hospital da cidade depois de sofrer uma queda em casa e bater a cabeça. Gugu tinha subido ao sótão para verificar o ar-condicionado, pisou em uma área feita de gesso (drywall) e caiu no chão da cozinha, de uma altura de quatro metros.

Gugu foi um dos principais apresentadores da TV do Brasil. Entre 1981 e 2003, foi destaque no SBT no comando de programas de auditório que foram sucessos na época, como 'Viva a noite' e 'Domingo legal'. Em 2009, assinou contrato com a TV Record, onde continuou a atuar como apresentador. Ao longo da carreira, iniciada aos 14 anos, como auxiliar de produção de Silvio Santos, que na época tinha um programa na TV Globo, trabalhou ainda como empresário, cantor e ator.

  • Foto: Reprodução/FacebookGugu LiberatoGugu Liberato

Dezembro

No último mês do ano, a atriz Zilda Cardoso faleceu aos 83 anos de idade. Conhecida por sua personagem 'Catifunda' na Escolinha do Professor Raimundo, ela morreu em seu apartamento no bairro Santa Cecília, Centro de São Paulo. Além da 'Escolinha do Professor Raimundo', ela fez a Catifunda em programas como 'Praça da Alegria' e 'A Praça é nossa'. Também participou de 'Os Trapalhões', 'Praça Brasil' e 'Estados Anísios de Chico City'.

  • Foto: DivulgaçãoZilda CardosoZilda Cardoso

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Cantor Gabriel Diniz morre aos 28 anos em queda de avião

Jornalista Ricardo Boechat morre em queda de helicóptero em SP

Morre o jornalista Paulo Henrique Amorim aos 77 anos no RJ

Apresentador Gugu Liberato morre aos 60 anos nos Estados Unidos