Teresina - PI

Robert Rios muda de ideia e confirma candidatura ao Senado em 2018

"E tem mais, eu não vou ceder vaga para farofeiro do Governo. Passei quatro anos na oposição e no próximo ano serei um nome independente”, avisou o deputado.

Germana Chaves
Teresina
27/12/2017 07h13 - atualizado 08h17

O deputado estadual e líder da oposição na Assembleia Legislativa do Piauí, Robert Rios Magalhães (PDT) mudou de posicionamento e afirmou ao GP1, que será candidato ao Senado Federal nas eleições de 2018. Ele explicou que tem recebido muitos apoios para concorrer no próximo ano, sobretudo, dos membros da Polícia Federal.

O deputado aproveitou a oportunidade para mandar um aviso ao prováveis futuros oposicionistas que poderão deixar a base governista: “não vou ceder vaga para farofeiro do Governo”.

  • Foto: Marcelo Cardoso/GP1Robert RiosRobert Rios

“Eu serei candidato a senador, inclusive, com apoio e chamamento da PF. Serei um candidato independente da oposição autêntica. E tem mais, eu não vou ceder vaga para farofeiro do Governo. Passei quatro anos na oposição e no próximo ano serei um nome independente”, avisou o deputado.

Questionado se comporia a chapa que poderá contar com as presenças do ex-senador João Vicente Claudino (sem partido) e do ex-governador do Estado Wilson Nunes Martins (PSB), colocados até esse momento como pré-candidatos ao Governo do Piauí e Senado Federal, respectivamente, Robert ponderou: “Sei que serei candidato, agora em que banda eu vou, ainda decidirei. Vamos conversar somente no próximo ano.”

Encabeçando uma pré-candidatura majoritária, Robert Rios também atenderia a exigência nacional da executiva do PDT que exige do partido em todos os Estados que monte um palanque majoritário para o presidenciável Ciro Gomes.