Entretenimento

SBT diz que não se pronunciará sobre possível saída de Rachel Sheherazade

A informação da possível demissão de Sheherazade foi publicada pelo colunista Ricardo Feltrin na tarde desta terça-feira, 8.

Por  Estadão Conteúdo
08/09/2020 20h27

O SBT informou nesta terça-feira, 8, que "não irá se pronunciar" sobre a possibilidade de saída de Rachel Sheherazade da emissora após o fim de seu contrato.

A informação da possível demissão de Sheherazade foi publicada pelo colunista Ricardo Feltrin na tarde desta terça-feira, 8. Segundo ele, a jornalista teria sido avisada pelo SBT de que seu contrato não será renovado após seu término, em 31 de outubro.

O Estadão entrou em contato com a assessoria da emissora, que informou: "Por questões contratuais o SBT não irá se pronunciar se haverá renovação. No final de outubro, informaremos."

Rachel Sheherazade no SBT

Rachel Sheherazade foi contratada pelo SBT em 2011, após a viralização de um vídeo com um de seus comentários sobre o carnaval. À época, era apresentadora do Tambaú Notícia, telejornal da Paraíba.

Em fevereiro de 2014, Sheherazade causou polêmica por conta de um comentário em defesa de "justiceiros". O Ministério Público chegou a pedir uma retratação por conta da fala.

Em 2017, Rachel Sheherazade levou uma 'bronca' de Silvio Santos durante a entrega do Troféu Imprensa: "Você começou a fazer comentários políticos no SBT e eu pedi para você não fazer mais, porque você foi contratada para ler notícias, não para dar sua opinião."

Há cerca de um ano, em agosto de 2019, a jornalista afirmou que havia sido afastada do SBT Brasil às sextas-feiras.

Mais conteúdo sobre: