Política

Senador Ciro Nogueira chama de fake news áudio atribuído a ele

"Eu não falo de 2022. Eu trabalho em 2019 porque os problemas do Piauí são urgentes e os municípios precisam de verbas agora, já”, disse o senador.

Andressa Martins
Teresina
Germana Chaves
Teresina
28/11/2019 12h59 - atualizado 13h08

O senador Ciro Nogueira (Progressistas) chamou de “fake news” áudio atribuído a ele, que está circulando em redes sociais, sobre possíveis pesquisas para o Governo do Estado e para o Senado em 2022. Ciro disse, em entrevista ao GP1 nesta quinta-feira (28), que não tem “salto alto”, segue trabalhando pelo estado e que não fala das eleições de 2022.

“Olha gente, eu ouvi falar de um áudio atribuído a mim, fazendo prognósticos sobre as eleições de daqui a três anos. Quem me conhece sabe que se tem uma coisa que eu não tenho é salto alto. Eu não falo de 2022. Eu trabalho em 2019 porque os problemas do Piauí são urgentes e os municípios precisam de verbas agora, já”, declarou o senador.

  • Foto: Alef Leão/GP1Ciro NogueiraCiro Nogueira

“E é isso que eu faço e sempre fiz: trabalhar hoje para os problemas de hoje e trabalhar hoje para que a gente não tenha problemas amanhã”, continuou o progressista.

Ciro sugeriu que as pessoas que levam para frente os “boatos, fake news e fofocas” comecem a trabalhar pelo Piauí. “Quanto aos boatos, as fake news, as fofocas, eu acho que quem perde tempo com isso devia fazer o mais importante: vamos trabalhar pelo Piauí. Fofoca não reforma escola, não melhora posto de saúde, fofoca não ajuda as prefeituras, não cria emprego. Eu não vou ficar discutindo fofoca. Eu vou continuar trabalhando”, concluiu o senador.

O áudio

Um áudio vazou nas redes sociais nesta quinta-feira (28) sobre possíveis pesquisas feitas por Ciro Nogueira para o Governo do Estado e Senado Federal em 2022. Na gravação obtida pelo GP1, a voz atribuída ao senador diz que será candidato ao Governo do Estado e caso não tenha o apoio do petista, vai sair candidato da oposição e vai tentar eleger um senador. “Se Wellington brigar, vai perder o Senado”, diz o áudio.

Ouça áudio

Wellington Dias deve sair candidato ao Senado e deixar Regina Sousa (PT) no Governo. Segundo o áudio, de acordo com as pesquisas, Ciro aparece “disparado na frente” de qualquer um dos candidatos que podem ser apoiados por Wellington.

“Eu não sei fazer nada pela metade. Fiz uma pesquisa agora, você sabe que eu nunca fui popular demais, meu negócio mesmo é estrutura. Estou disparado na frente. Qualquer candidato do Wellington eu boto quatro por um”, diz o áudio.

Pesquisas

Para o Senado, ainda conforme o áudio, Ciro teria registrado pesquisas com três possíveis candidatos: Margarete Coelho, Iracema Portella e Firmino Filho. A gravação diz que que tanto Iracema quanto Margarete aparecem com um ponto percentual na frente de Wellington, mas Firmino Filho está com 15 pontos à frente.

“Eu fiz uma pesquisa para senador, botei três candidatos: a Margarete, Iracema e o Firmino. Coloquei a Iracema porque se eu não fosse candidato a governador, colocava o Firmino para o Governo. A Iracema e a Margarete ganham do Wellington por um ponto. E o Firmino, com meu apoio para o Senado, já está com 15 pontos na frente do Wellington”.

Vai perder a vaga

No áudio a voz atribuída ao senador também diz que não vai “entrar para brincar” e que se Wellington não o apoiar para governador, “ele vai perder o Senado”. “Vou entrar para brincar não. Se Wellington quiser brigar, ele vai perder o Senado. Eu te garanto, meu senador eu elejo”, finalizou.