Política

Senador Elmano Férrer critica governo de Wellington Dias

"O governador atual cooptou todo mundo. Pela quarta vez. Wellington no princípio era contra a oligarquia, hoje eu acho que ele montou uma oligarquia”, disparou Elmano.

Germana Chaves
Teresina
Andressa Martins
Teresina
21/06/2019 12h00 - atualizado 12h45

Em entrevista exclusiva ao GP1 na manhã desta sexta-feira (21), o senador Elmano Férrer (Podemos) teceu fortes críticas ao governador Wellington Dias (PT). Elmano disse que no início da vida pública de Wellington, o petista era contra oligarquias, mas que ao se eleger governador, montou sua própria oligarquia.

“Eu fui candidato a governador para marcar uma oposição porque o governador atual cooptou todo mundo. Pela quarta vez. Wellington no princípio era contra a oligarquia, hoje eu acho que ele montou uma oligarquia”, disparou Elmano.

  • Foto: Helio Alef/GP1Senador Elmano FérrerSenador Elmano Férrer

Elmano disse que Wellington é “um grande cidadão”, mas criticou o fato de o petista estar em seu quarto mandato e o Piauí continuar sendo o segundo estado com maior taxa de analfabetismo de pessoas acima de 15 anos no Brasil.

O senador disse que Wellington “poderia fazer muito mais” e acusou o petista de ter feito “só política”. “Fez só política. Só política. O povo que se lixe. Essa que é a realidade. Não temos oposição. Ele cooptou todo mundo, gregos e troianos. Então só no Piauí um negócio desses. Essa que é a realidade”, continuou.

Estado ingovernável

Férrer avaliou que o estado está ingovernável, tendo em vista a dívida ativa. O senador citou que muitos empresários já estão “quebrados” por conta da dívida do estado.

“O estado está ingovernável porque as despesas são maiores que as receitas, o estado tem uma dívida de R$ 5 bilhões. Tem muitas pessoas que já quebraram, comércio, construtores, estão quebrados. É uma coisa muito séria”, finalizou.

Mais conteúdo sobre: