Teresina - PI

"Sensação de dever cumprido", diz piauiense nota mil na redação do Enem

Vitória Castro, 19 anos, foi uma das 53 pessoas que alcançou a nota máxima na edição 2019 do Enem.

Thais Guimarães
Teresina
Willyam Ricardo
Teresina
17/01/2020 13h23 - atualizado 15h07

A estudante piauiense Vitória Castro, 19 anos, comemorou um grande feito na manhã desta sexta-feira (17): a obtenção de nota 1000 na redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), que disponibilizou em seu site as notas individuais dos participantes. Vitória faz parte de um grupo de apenas 53 candidatos que alcançaram a nota máxima. Além de Vitória, Letícia Islávia é outra jovem do Piauí que comemora a nota 1000. Ela e Vitória foram alunas do CEV.

Ao GP1, Vitória falou da alegria sentida ao receber o resultado. “Na verdade, eu fiquei nervosa, ansiosa, preocupada com o resultado da minha redação, porque pesa muito na nota, mas, ao mesmo tempo, eu me sentia confiante. E quando eu vi [a nota], foi uma sensação inexplicável, fiquei muito feliz, sensação de dever cumprido”, declarou.

  • Foto: Davi Fernandes/GP1Vitória CastroVitória Castro

A estudante contou os métodos de estudo que utilizou para obter êxito na redação do Enem, considerada a maior preocupação dos participantes.

“Eu sempre me dediquei a prestar bastante atenção nas aulas, de histórias do Brasil, história geral, literatura, arte, filosofia e sociologia. Isso me ajudou muito na questão do repertório para colocar na redação e enriqueceu muito a minha redação. Em casa, por semana, eu fazia de duas a três redações, porque eu tinha cursinho a tarde, preparatório especifico para redação, fazia no CEV e fazia por conta própria, para entregar mais e praticar mais. Além disso, eu sempre li muito, a leitura foi fundamental para mim”, colocou.

  • Foto: Davi Fernandes/GP1Estudante Vitória CastroEstudante Vitória Castro

Na redação, Vitória fez várias referências a pensadores, o que enriqueceu o texto. “Eu citei Gilberto Dimenstein, Cidadão de Papel, falei sobre o cidadão ter seus direitos apenas na teoria, boa parte dos cidadãos brasileiros. Citei também Milton Santos, falei da falta de logística das salas de cinema do Brasil e citei o John Locke, sobre o contrato social”, explicou.

Vitória Castro informou que pretende fazer o curso de medicina, na Universidade Federal ou na Estadual do Piauí, ou na Universidade Estadual do Maranhão (UEMA).

Mais conteúdo sobre: