Teresina - PI

Sérgio Bandeira deixa o Podemos de Elmano para se filiar ao PSL

Ao GP1, Sérgio explicou que sua permanência no Podemos estava atrapalhando a articulação de Elmano para formação da chapa proporcional do partido.

Germana Chaves
Teresina
Andressa Martins
Teresina
04/03/2020 09h12 - atualizado 09h17

O pré-candidato a vereador de Teresina Sérgio Bandeira bateu o martelo e vai deixar o Podemos do senador Elmano Férrer para se filiar ao PSL, presidido no Piauí pelo vereador Luís André. O ato de filiação vai ocorrer nesta quarta-feira (04) no plenarinho da Câmara Municipal de Teresina.

Ao GP1, Sérgio explicou que sua permanência no Podemos estava atrapalhando a articulação de Elmano para formação da chapa proporcional do partido. Por conta desse impasse, Bandeira disse que decidiu antecipar sua entrada no partido.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Sérgio Bandeira Sérgio Bandeira

“A minha filiação seria dia 17 de março, que é o número do partido, onde vai ter um grande evento, mas, eu notei que eu precisava dar uma definição para que o senador Elmano pudesse construir a chapa dele no Podemos. Essa minha indefinição atrapalha a vida dele lá. Então, tomei a decisão com Luís André de que vou me filiar hoje. Decidi retornar para que o senador Elmano pudesse continuar o trabalho dele no Podemos e consolidar a chapa. Lá tem muitos pré-candidatos menores que não queriam ir pra o partido eu estando lá”, explicou Sérgio.

A executiva nacional do PSL quer que a sigla lance candidatos a prefeito em todas as capitais do país, no entanto, o pré-candidato pela sigla em Teresina, o empresário Valter (Rei das Motos), abandonou a agremiação. Até o momento, o presidente Luís André não informou o nome que deve disputar o Palácio da Cidade.

NOTÍCIA RELACIONADA

Vereador Luís André confirma filiação de Sérgio Bandeira ao PSL

Mais conteúdo sobre: