Teresina - PI

STJD interdita Albertão e Rivengo ocorrerá no Lindolfo Monteiro

A partida seria realizada no estádio Albertão, no entanto, uma decisão do STJD determinou a interdição do estádio em razão da pancadaria protagonizada por torcidas organizadas no dia 09 de fevereiro.

Brunno Suênio
Teresina
28/02/2020 11h29 - atualizado 11h33

O clássico do campeonato piauiense entre River e Flamengo-PI ocorrerá às 17h no estádio Lindolfo Monteiro, neste sábado (28). A partida seria realizada no estádio Albertão, no entanto, uma decisão do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) determinou a interdição do estádio em razão da pancadaria protagonizada por torcidas organizadas no confronto entre River e América-RN, no dia 09 de fevereiro deste ano, pela Copa do Nordeste.

Durante a confusão, cadeiras do Albertão foram quebradas e barras de ferro foram arrancadas do estádio. Ainda assim, o Gigante da Redenção voltou a ser palco da partida entre as mesmas equipes na última quarta-feira (26), dessa vez, pela Copa do Brasil, onde o Galo se despediu da competição com a derrota nos pênaltis.

Com cinco pontos, o Flamengo-PI ocupa a quinta posição na tabela de classificação do Campeonato Piauiense 2020, um a mais que o River, que está logo à frente do lanterna, o Timon-PI.

Em uma posição nada confortável, o time do River vai com todo o foco para o estadual nesse final de semana, diante da desclassificação na Copa do Brasil ainda na segunda fase. Caso tivesse vencido o confronto contra o América-RN, nessa quarta-feira, o Galo teria levado a bagatela de R$ 1,5 milhão.

O River Atlético Clube se manifestou através de nota acerca da decisão do Superior Tribunal de Justiça Desportiva.

Confira a nota na íntegra:

O River Atlético Clube recebeu nesta sexta-feira (28), a notificação sobre a suspensão preventiva de uso do estádio Albertão, em Teresina, em decorrência da denúncia ofertada pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) sobre os atos de violência no estádio durante a partida entre River e América-RN, no dia 9 de fevereiro, válida pela Copa do Nordeste.

O clube, através do seu departamento jurídico e em parceria com o departamento jurídico da Federação de Futebol do Piauí, iniciou os procedimentos para a sua defesa e, junto a isso, ingressará com uma liminar para que o estádio seja liberado para a realização de partidas durante o desenrolar do processo judicial. O clube espera que possa exercer o seu direito de mandar a partida contra o Ceará, no dia 3 de março pela Copa do Nordeste, no Albertão.

O River respeita a justiça desportiva bem como a sua importância no esporte, mas entende que não pode prejudicar todos os torcedores riverinos em detrimento de um ato de violência isolado e que teve participação protagonista de torcedores rivais que se uniram para criar tumultos durante a partida do último dia 9.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Jogo entre River e América termina em pancadaria no estádio Albertão

Jogo entre River e América terá torcida única no Albertão