Teresina - PI

Strans restringe o funcionamento dos ônibus no fim de semana em Teresina

Medidas restritivas continuam nos próximos dois domingos.

Kamilo Carvalho
Teresina
11/09/2020 12h13 - atualizado 15/09/2020 09h41

A Superintendência Municipal de Trânsito (Strans) informou, na manhã desta sexta-feira (11), que a frota de ônibus de Teresina terá restrições neste final de semana. As medidas restritivas de funcionamento dos ônibus no sábado (12) e domingo (13) seguem os Decretos Nº 20.077 e 20.078 da Prefeitura de Teresina que determinam como as atividades econômicas devem funcionar nos próximos dois dias.

No sábado (12), o transporte público funcionará com 70% da frota do dia útil e terá o horário estendido passando a circular das 6h00 às 22h00. No domingo (13), a circulação de ônibus segue suspensa.

Funcionamento das atividades econômicas no sábado (12)

Conforme a determinação do Decreto Nº 20.078, os comércios de serviços e varejistas localizados no Centro e Shopping da Cidade estão autorizados a abrir às 9h, devendo fechar às 18h. Já os localizados na zona leste e nos Shoppings Centers estão liberados para o funcionamento no horário de 10h às 22h. Restaurantes, lanchonetes, cafés, bares e similares estão autorizados a funcionar 8h por dia, devendo fechar às 00h.

O setor da construção civil poderá iniciar as atividades às 8h e fechar às 17h. As empresas que atuam em serviços relativos à saúde animal, como clínicas veterinárias, Pet Shop e similares poderão funcionar de 9h às 18h. Já as academias, clubes sociais e esportivos para atividades físicas de recreação em áreas abertas continuam funcionando conforme o que já foi estabelecido pelo Decreto 20018/2020. As empresas e estabelecimentos industriais, inclusive dos setores extrativistas, estão liberadas para funcionar de 7h as 18h.

Funcionamento das atividades econômicas no domingo (13)

De acordo com o Decreto Nº 20.077, poderão funcionar farmácias e drogarias; serviços de saúde; segurança e vigilância; delivery exclusivamente para alimentação pronta, gás de cozinha e água; órgãos e profissionais de comunicação; serviços e rituais religiosos; e situações comprovadas de urgência e emergência.