Teresina - PI

Strans vai registrar B.O contra empresa que retirou radares em Teresina

Na última semana, vários radares foram retirados dos locais, após o fim do contrato com a Prefeitura de Teresina.

Brunno Suênio
Teresina
18/11/2020 09h05 - atualizado 09h05

O superintendente da Strans, Weldon Bandeira, afirmou ao GP1 na manhã desta quarta-feira (18), que o setor jurídico da superintendência vai registrar um boletim de ocorrência contra a empresa responsável pelo sistema de fiscalização eletrônica de Teresina. Na última semana, vários radares foram retirados dos locais, após o fim do contrato com a Prefeitura de Teresina.

“A gente tentou registrar mediante a ameaça da retirada, como eles retiraram, agora nós vamos registrar o boletim. O Contran diz que só pode retirar com a autorização do município. Nós tínhamos um acordo prévio, pois nós estamos em processo licitatório, inclusive está em fase da contratação da nova empresa, e o acordo era que enquanto a nova empresa não instalasse os novos equipamentos eles não poderiam desinstalar o deles”, pontuou.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Weldon Bandeira, Superintendente executivo da SDU SudesteWeldon Bandeira, Superintendente da Strans

Segundo Weldon Bandeira, a previsão é que a nova contratada passe implantar os equipamentos de fiscalização eletrônica no primeiro semestre do mês de dezembro, no mesmo locais.

“A fiscalização eletrônica é muito importante para a cidade. Anualmente, morrem em média 150 pessoas vítimas de acidentes de trânsito em Teresina e isso poderia ser pior se não houve essa fiscalização. A princípio, esses locais onde estão instalados os radares já possuem estudos que comprovam maior incidência de acidentes”, destacou.

Mais conteúdo sobre: