Um homem foi detido na manhã desta quinta-feira (7) suspeito de envolvimento no desaparecimento Giovanna Gabriely, de 17 anos. A jovem fugiu após terminar a prova do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) no último domingo (3) e foi encontrada em União na noite de ontem.

O acusado tem 31 anos e foi identificado como Ismar Gonçalves Bastos Filho. O homem foi conduzido por policiais militares do 8º BPM à Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA). Com o homem foi encontrada uma sandália, que pode ser da vítima.

  • Foto: Arquivo PessoalGiovanna GabrielyGiovanna Gabriely

Acusou pai de abuso

Os pais da adolescente Giovanna Gabriely serão intimados para prestar esclarecimentos após denúncia de abuso sexual. Em seu depoimento dado na noite de quarta-feira (6) a jovem acusou seu pai se ter lhe abusado sexualmente.

Em entrevista ao GP1 na manhã desta quinta-feira (7), o secretário de Segurança Pública, Fábio Abreu, explicou que este é um caso sensível, mas que a polícia está apurando a veracidade das declarações de Giovanna Gabriely. Sem querer dar mais detalhes a fim de preservar a família da jovem, Abreu confirmou que as acusações da jovem diziam respeito a abuso do pai para com a filha.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Fábio AbreuFábio Abreu

“Em tese sim. Em tese essa é a principal acusação [abuso], a mais grave e que a gente precisa esclarecer realmente qual a veracidade para que a gente também tome as providências caso se confirme isso. Claro que não vamos deixar de tomar nenhuma providência, claro se confirme que essa jovem teve esse crime praticado contra si”, declarou o secretário.

O secretário também confirmou que os pais da jovem serão intimados para prestar depoimento acerca do caso. “Sem dúvidas [serão ouvidos]. O pai, mãe, testemunhas. Todos serão ouvidos para que a gente realmente esclareça todos os fatos e apresente à Justiça”, continuou.

Pai nega

O pai da jovem, o pastor Gudson Costa, negou as acusações de Giovanna Gabriely. Em entrevista à imprensa nesta quinta, em frente à casa do acusado, no bairro Dirceu, Gudson pediu que a polícia fizesse exames na jovem e em Ismar Gonçalves.

“Se foi com o consentimento dela, isso vai ser explicado. Mas isso tudo ainda está em arrolações. Eu quero que levem ele, faça os exames dele se for preciso, nela também, e eu estou levando para a polícia. E eu estou sendo acusado de uma coisa, que até o final do dia nós vamos ver quem está com a verdade”, disse.

Casa da tia

Devido às acusações de Giovanna Gabriely, após ser encontrada na noite de quarta no município de União, a polícia fez um acordo na presença de um promotor de Justiça para que a jovem fique na casa de uma tia materna.

“Em função desse depoimento, não vou me ater aos detalhes e vislumbrando de acordo com esse depoimento, tomamos a decisão também de fazer o encaminhamento da jovem para uma pessoa da família, que não fosse o pai e nem a mãe. Ela está com uma tia materna, que foi um acordo feito na presença do promotor. Vamos estar junto aos setores da polícia civil fazendo as investigações, os procedimentos, quais os percursos que ela fez, com quem ela estava, o local que ela estava e principalmente apurar o depoimento dela”, finalizou.

Entenda o caso

A adolescente Giovanna Gabriely Belém Oliveira, de 17 anos, estava desaparecida desde a tarde desse domingo (3). A jovem desapareceu após realizar a prova do Enem, na zona sul de Teresina.

De acordo com Keila Oliveira, mãe da adolescente, Giovanna realizou a prova na faculdade Santo Agostinho. “Eu deixei ela na faculdade, fui até a sala com ela e ela combinou comigo de sair da prova às 18h30 e que eu fosse esse horário também para pegá-la, porém quando cheguei lá, ela já tinha saído e até agora nunca apareceu”, contou Keila.

Ainda segundo a mãe da adolescente, ela sofre de depressão e tinha saído do local de prova com o casaco do colégio Objetivo.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Giovanna Gabriely será ouvida pela Polícia Civil, diz Fábio Abreu

Jovem Giovanna Gabriely é encontrada após passar 72h desaparecida

Vídeo mostra Giovanna Gabriely em faculdade antes de desaparecer

Polícia Civil vai investigar o desaparecimento de Giovanna Gabriely