Cristalândia do Piauí - PI

TCE aceita representação contra o prefeito Ariano Messias

No processo, o Ministério Público chegou a pedir que fosse realizado o bloqueio das contas bancárias do município de Cristalândia do Piauí até que o prefeito regularizasse o envio da documentação.

Bárbara Rodrigues
Teresina
24/10/2018 07h46 - atualizado 08h02

O Tribunal de Contas do Estado do Piauí (TCE-PI) julgou procedente uma representação do Ministério Público de Contas contra o prefeito de Cristalândia do Piauí, Ariano Messias, por atraso no envio da prestação de contas mensal.

No processo, o Ministério Público chegou a pedir que fosse realizado o bloqueio das contas bancárias do município de Cristalândia do Piauí até que o prefeito regularizasse o envio da documentação, pois isso estaria dificultando a fiscalização dos gastos públicos.

  • Foto: Facebook/Prefeitura Municipal de CristalândiaAriano MessiasAriano Messias

O prefeito Ariano Messias apresentou a documentação que estava faltando e então o TCE decidiu não bloquear as contas, mas em decisão publicada no Diário Oficial do TCE, desta quarta-feira (24), os conselheiros decidiram pela procedência da representação por ter sido constatada a irregularidade e determinaram que o caso seja seu incluído aos autos da prestação de contas do município de Cristalândia, referente ao exercício 2018, para que as ocorrências verificadas sejam levadas em consideração quando forem julgadas.