Política

Teresa Britto critica pedidos de empréstimos de Wellington Dias

Na segunda-feira, o secretário de Fazenda Rafael Fonteles se reuniu com os deputados estaduais com o objetivo de tirar dúvidas em relação aos pedidos de empréstimos.

Bárbara Rodrigues
Teresina
24/09/2019 20h07 - atualizado 21h52

A deputada estadual Teresa Britto (PV) criticou nessa segunda-feira (23) os pedidos de empréstimos e afirmou que governador Wellington Dias (PT) quer um cheque em branco para poder usar como quiser os valores.

Na segunda-feira, o secretário de Fazenda Rafael Fonteles se reuniu com os deputados estaduais com o objetivo de tirar dúvidas em relação aos pedidos de empréstimos. A deputada Teresa Britto criticou o fato do governo não especificar onde vão ser aplicados os recursos, como por exemplo o empréstimo de R$ 1,5 bilhão que deve ser usado em obras de infraestrutura, mas ainda não se sabem quais, assim como o empréstimo de R$ 100 milhões para a área de Segurança Pública, mas não se sabe o que deve ser adquirido.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Teresa BrittoTeresa Britto

“Na verdade é um cheque em branco que o governador Wellington Dias quer que a Assembleia Legislativa dê para ele receber dinheiro. Vai fazer empréstimo de R$ 3,7 bilhões, mas não se sabe taxa de juros, não se diz onde se vai aplicar”, criticou.

Os deputados da base do governo não poupam críticas aos de oposição, onde muitos afirmam que quem votasse contra os pedidos de empréstimos está querendo prejudicar o Piauí.

Teresa Britto afirmou que se trata de uma estratégia do governo, mas que a oposição tem o direito de se preocupar com a aplicação dos recursos. “Na verdade, o governo tem suas estratégias, mas a população entende e sabe da realidade do estado, onde os salários estão atrasados, os alunos sem transporte escolar, então a população sabe que nós estamos zelando pelo estado, que não é do governador do Piauí, mas do povo”, destacou.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Wellington Dias pede apoio da Alepi para aprovação de empréstimos

Reunião na Alepi vai discutir pedidos empréstimos de Wellington Dias

Rafael Fonteles explica empréstimos que somam R$ 3,7 bilhões

Mais conteúdo sobre: