Entretenimento

Testamento de Gugu vira briga na Justiça e viúva pede direitos

"Qualquer mulher no meu lugar faria isso. Está parecendo que é uma briga, mas não é. Eu tenho todo o direito de me colocar no meu lugar, infelizmente na condição de viúva", afirmou Rose.

Andressa Martins
Teresina
22/12/2019 18h22 - atualizado 18h34

O testamento do apresentador Gugu Liberato virou uma confusão que vai parar na Justiça. A mãe dos três filhos de Gugu, Rose Miriam di Matteo, quer comprovar que tinha uma união estável com o apresentador e então se tornar herdeira da fortuna.

De acordo com o testamento deixado pelo apresentador, toda a herança é dividida entre os filhos João Augusto, as gêmeas Marina e Sofia e seus sobrinhos. Sua irmã, Aparecida Liberato, foi nomeada como inventariante e curadora legal das gêmeas. Cada filho fica com 25% da fortuna do pai e os outros 25% devem ser divididos entre cinco sobrinhos.

  • Foto: Reprodução/InstagramFamília de Gugu LiberatoFamília de Gugu Liberato

Rose concedeu entrevista à colunista Mônica Bergamo, da Folha de S. Paulo e falou sobre a vontade de ser reconhecida como companheira do apresentador. “Qualquer mulher no meu lugar faria isso. Está parecendo que é uma briga, mas não é. Eu tenho todo o direito de me colocar no meu lugar, infelizmente na condição de viúva. A própria família dele estava cansada de nos ver juntos, há 19 anos”, disse.

A mãe dos filhos do apresentador disse que não se envolveu com outro homem a não ser Gugu. “Eu chamava ele de anjo. Nunca tive outro homem a não ser ele. Há pessoas que não querem aceitar a minha união estável com Gugu. Nós sempre fomos uma família. Marido e mulher, mãe e pai de três filhos. Só isso. É tão óbvio. Tenho inúmeras provas disso”, continuou.

Os dois moravam em casas separadas quando viviam no Brasil. Segundo Rose, o motivo é por que Gugu gostava de silêncio. “Nós sempre fomos uma família. A gente sempre se amou. Sempre fomos pai e mãe dos mesmos filhos, íntimos um do outro. O fato de ele morar em uma casa e eu em outra não significa nada, mesmo porque o Gugu gostava de silêncio, entendeu? E ele continuava a vida dele, no escritório dele, na casa dele, no cantinho dele”, explicou.

Já o advogado de Rose, Nelson Willians, disse em entrevista à Revista Veja que a cliente não foi incluída no testamento porque o casal estava passando por uma crise no ano do documento. “Possivelmente ele não a colocou no testamento, feito em 2011 porque naquele ano o casal não estava bem. Mas não colocar no testamento não quer dizer que ela perdeu os direitos. Ele poderia ter reconhecido que vivia maritalmente com ela. Mas isso não impede o reconhecimento”, afirmou.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Família de Gugu Liberato autoriza doação de órgãos

Apresentador Gugu Liberato morre aos 60 anos nos Estados Unidos

Fãs se despedem de Gugu na Assembleia Legislativa de São Paulo

Mais conteúdo sobre: