Teresina - PI

TJ nega liberdade a acusado de matar esposa a facadas no Promorar

O relator da decisão foi o desembargador Pedro de Alcântara da Silva Macêdo. Nos autos, foi destacado que existem provas de materialidade e indícios de que o crime foi realizado pelo suspeito.

Davi Fernandes
Teresina
19/12/2019 05h39 - atualizado 05h40

A 1ª Câmara Especializada Criminal do Tribunal do Justiça do Estado do Piauí (TJ-PI), negou o pedido de liberdade de Hamilton Macêdo Santos, acusado de assassinar sua esposa, Joana Darc Silva, 30 anos, a facadas em maio do ano passado, na Vila São José, zona sul de Teresina. A decisão foi publicada nesta segunda-feira (16) no Diário Oficial Eletrônico de Justiça.

O relator da decisão foi o desembargador Pedro de Alcântara da Silva Macêdo. Nos autos, foi destacado que existem provas de materialidade e indícios de que o crime foi realizado pelo suspeito, o que impede que haja a soltura de Hamilton Macêdo.

  • Foto: Divulgação/PMSuspeito do crime preso pela PMSuspeito do crime preso pela PM

“A prova carreada aos autos aponta para a existência da materialidade e de indícios suficientes de autoria delitiva, o que impede, neste momento, a absolvição sumária, como ainda justifica a manutenção da decisão de pronúncia”, destacou.

Entenda o caso

Joana Darc Silva, de 30 anos de idade, foi morta a facadas pelo companheiro, identificado como Hamilton Macêdo Santos no dia 31 de maio de 2018, em uma residência situada na Vila São José, bairro Promorar, zona sul de Teresina. Logo após o crime, o acusado foi capturado.

Conforme a delegada Fernanda, do Plantão Policial Metropolitano de Gênero, o casal possuía um relacionamento conturbado. “Nós escutamos a irmã da vítima, que não soube dar muitos detalhes já que Joana era calada, mas que, de vez em quando, a vítima falava que era maltratada e que o acusado era bem agressivo”, informou.

Joana tinha dois filhos, um menino de quatro anos e uma menina de nove anos. O mais novo estava na residência quando o fato ocorreu. Conforme os policiais da Companhia Independente de Policiamento do Promorar, o acusado confessou o crime.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Decretada prisão preventiva de acusado de matar mulher em Teresina

Mulher é morta a facadas dentro de casa no bairro Promorar