Cocal - PI

TJ-PI homologará acordo com vítimas da barragem de Algodões

Pelos termos do acordo proposto pelo Desembargador Brandão de Carvalho, que conduziu o processo de negociação, o valor será a pago em 30 meses.

FELIPE PEDRO
06/04/2017 17h18 - atualizado 17h20

O Tribunal de Justiça do Piauí (TJ-PI), homologará um acordo de R$ 60.000.000.00 (sessenta milhões) entre Estado do Piauí e as vítimas de Algodões ocorrida em 2009, nesta sexta-feira (06).

O valor será pago em trinta meses. A negociação é conduzida pelo Desembargador Brandão de Carvalho que afirmou em nota que recebeu uma ligação do procurador do Estado confirmando a homologação. “A informação da celebração do acordo foi nos termos propostos por mim. Ontem (05) o Procurador do Estado Kildare Rone me telefonou informando sobre o acordo, que será homologado judicialmente amanhã, às 10h, em meu gabinete no TJ-PI”, explicou.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Tribunal de  Justiça do PiauíTribunal de Justiça do Piauí

Tragédia de algodões

A Barragem de Algodões rompeu em maio de 2009, no município de Cocal, norte do Piauí. Nove pessoas vieram à óbito e a associação das vítimas afirma que 604 famílias foram atingidas pelo acidente e procuram na Justiça uma indenização pelos danos sofridos.