Piauí

TJ-PI reúne juízes para discutir crise penitenciária

Na última quinta-feira (12), ministra Cármen Lúcia pediu “esforço concentrado” dos tribunais no sentido de julgar mais rapidamente processos de execução penal de detentos.

RAYANE TRAJANO
15/01/2017 19h20 - atualizado 19h22

O Tribunal de Justiça do Piauí vai reunir juízes das varas criminais de Teresina e das maiores cidades do estado para discutir os principais problemas do sistema carcerário no estado. A reunião vai acontecer na manhã desta segunda-feira (16), na sede do TJ-PI.

Na última quinta-feira (12), o presidente interino do Tribunal de Justiça do Piauí, desembargador José James, participou de uma reunião em Brasília com a presidente do Supremo Tribunal Federal, ministra Cármen Lúcia, onde os presidentes dos tribunais de Justiça discutiram a atual crise do sistema penitenciário brasileiro.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Desembargador José James PereiraDesembargador José James Pereira

A ministra pediu “esforço concentrado” dos tribunais no sentido de julgar mais rapidamente processos de execução penal de detentos. Os desembargadores devem apresentar ao STF dados precisos sobre o número de processos penais que ainda não foram julgados nas comarcas.

A reunião convocada pelo desembargador José James é importante visto que o Piauí é um dos estados com alerta no sistema prisional. Após o debate com os juízes, o desembargador também deve se reunir, ainda esta semana, com membros da OAB-PI e do Ministério Público para discutir as medidas a serem tomadas.