Paulistana - PI

Tribunal de Contas vai julgar prestação de contas do prefeito Didiu

Em sua defesa, o prefeito apresentou documentação com o objetivo de sanar as falhas encontradas.

Bárbara Rodrigues
Teresina
10/09/2018 08h06 - atualizado 08h07

O Tribunal de Contas do Estado do Piauí (TCE-PI) vai julgar na próxima quarta-feira (12) a prestação de contas da prefeitura de Paulistana referente ao exercício financeiro de 2016 na gestão de Gilberto José de Melo, mais conhecido como Didiu.

No julgamento serão analisadas algumas irregularidades que foram encontradas relacionadas a atraso no envio das peças orçamentárias e inconsistência na elaboração da LDO, atraso no envio da prestação de contas anual, despesa de pessoal do poder executivo acima do limite legal, irregularidades em demonstrações contábeis, descumprimento do prazo para cadastramento e finalização das licitações no sistema Licitações Web, entre outras coisas.

  • Foto: Marcelo Cardoso/GP1Didiu, Prefeito de PaulistanaDidiu, Prefeito de Paulistana

Em sua defesa, o prefeito apresentou documentação com o objetivo de sanar as falhas encontradas. Ele destacou que “ainda, que por ventura, vindo a prevalecer algumas falhas, que estas não se traduzam em ato de improbidade administrativa, pois as mesmas não se equiparam aos comportamentos desonestos capazes de revelar práticas que tipificam crimes contra a administração pública”.

O procurador do Ministério Público de Contas, do procurador Leandro Maciel do Nascimento, apresentou parecer se manifestando pela reprovação das contas de governo e de gestão, além da aplicação de multa.