Lagoa do Piauí - PI

Tribunal Regional Federal reduz pena do ex-prefeito Matias Barbosa

Ele havia sido condenado em ação penal a 6 (seis) meses de detenção.

Gil Sobreira
Teresina
22/06/2019 12h13 - atualizado 12h18

A Quarta Turma do Tribunal Regional Federal da 1ª Região deu parcial provimento, por unanimidade, a apelação do ex-prefeito de Lagoa do Piauí, Matias Barbosa de Miranda Neto, condenado em ação penal a 6 (seis) meses de detenção acusado do delito tipificado no art. 1º, V, do Decreto-lei nº 201/67 (ordenar ou efetuar despesas não autorizadas por lei, ou realizá-las em desacordo com as normas financeiras pertinentes)

A pena do ex-prefeito foi reduzida ao mínimo legal, no caso a 03 (três) meses de detenção.

Segundo acórdão, não houve nenhuma razão justificadora idônea, para a fixação da pena acima do mínimo legal e por isso deve ser refixada.

O julgamento da apelação criminal ocorreu no dia 06 de junho de 2019.

Entenda o caso

O MPF narra que Matias Barbosa de Miranda Neto, "no período compreendido entre 30 de setembro de 2011 a 12 de novembro de 2012, na condição de ordenador de despesas do município de Lagoa do Piauí(PI), realizou, consciente e voluntariamente, transferências de recursos da conta exclusiva do Fundeb para conta de livre movimentação da prefeitura."

Diz, ainda, que "não obstante a ilegalidade na forma de movimentação dos recursos, não constatou desvio na destinação dos valores, posto que os documentos trazidos a lume mostraram que as despesas atendiam à finalidade do FUNDEB, de modo que a ilicitude se restringiu apenas ao delito narrado nesta peça."

A ação foi julgada procedente em 09 de junho de 2016.
NOTÍCIAS RELACIONADAS

Ex-prefeito Matias Barbosa é condenado a 7 meses de prisão

Ex-prefeito Matias Barbosa é condenado a 5 anos de prisão

Ex-prefeito Matias Barbosa é condenado a devolver R$ 2,8 milhões