Teresina - PI

Usuários reclamam do sistema de integração dos ônibus em Teresina

Josélia denunciou ao GP1 que além da falta de integração, os ônibus têm demorado muito a passar nas paradas.

Camilla Menezes
Teresina
11/09/2020 15h54 - atualizado 16h15

Uma usuária de ônibus, identificada como Josélia, denunciou ao GP1 nesta sexta-feira (11) sobre a falta de integração dos ônibus na cidade de Teresina. A passageira contou o caminho que percorre no seu dia a dia andando no transporte coletivo.

“Eu moro no bairro Mafrense, na zona norte, e pego a linha 132 – Santa Maria Shopping às 6h para descer na avenida Frei Serafim. Lá eu pego a linha 512 – Vila Bandeirantes São Cristóvão às 7h e não está fazendo integração”, informou Josélia.

A usuária de ônibus ainda relatou que além dela outros passageiros têm passado pelo mesmo problema e que os ônibus têm demorado muito a passar nas paradas. “Hoje quando peguei o ônibus, haviam mais 15 passageiros e todos estavam reclamando do mesmo problema. Conversamos com o cobrador e ele falou para procurarmos o Setut. Além disso, os ônibus demoram bastante para passar nas paradas. Um dia, cheguei na parada 18h30 e só consegui pegar outro ônibus 21h”, contou.

Outro lado

Procurado nesta sexta-feira (11), o Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Teresina (Setut) informou que para aumentar a frota dos ônibus em operação depende da prefeitura da cidade para assumir os custos operacionais.

Confira a nota na íntegra

O Sindicato das Empresas de Transporte Urbano de Passageiros de Teresina (Setut) informa que os terminais de integração permanecem fechados, por determinação da Strans, por ocasião das medidas restritivas da pandemia. Dessa forma, o usuário pode fazer a troca de transporte em qualquer ponto da cidade. A integração deve ser feita entre linhas de zonas diferentes com itinerário coincidente, em período de até duas horas, usando o Cartão Eletrônico.

Vale reforçar também que o saldo expirado durante o período de agravamento da pandemia estão sendo revalidados automaticamente nos cartões Vale Transporte e Expresso. Para isso, basta o usuário passar o seu cartão no validador do ônibus. Caso perceba algum problema, pode comparecer à sede do Setut, de segunda a sexta, das 8h às 17h, para analisar a situação. Os créditos revalidados terão como nova validade o mês em que foi revalidado e os dois meses subsequente.

O Setut ainda afirma que as empresas do setor continuarão mantendo em operação a frota que é possível colocar nas ruas, tendo em vista a total incapacidade financeira em que se encontram, pois para aumentar essa frota, sem o aumento da demanda, só será viável se o poder público remunerar corretamente as concessionárias para só transportar passageiros sentados. Neste momento, qualquer possibilidade de aumentar a frota em operação dependerá da Prefeitura de Teresina assumir os custos operacionais.

Mais conteúdo sobre: