Bizarro

Vegana vai à Justiça contra vizinhos por cheiro de churrasco na Austrália

O processo se prolonga desde agosto de 2017 e Cilla Carden considera novas ações legais.

Por  Estadão Conteúdo
04/09/2019 12h10

Uma mulher vegana decidiu se queixar à Justiça pelo cheiro de carne e peixe dos churrascos promovidos por seus vizinhos na Austrália. Ela disse que está considerando novas ações legais contra eles. O processo tem se prolongado desde agosto de 2017.

A Suprema Corte e o tribunal administrativo do Estado rejeitaram as alegações de Cilla Carden, que ainda reclamou da fumaça de cigarro, barulho de cadeiras sendo arrastadas, luz e sons de crianças jogando basquete e de pássaros de estimação.

Cilla, uma massoterapeuta que mora em Girrawheen, disse que a disputa em andamento lhe roubou qualidade de vida e alegou que as ações de seus vizinhos são deliberadas. Ela afirma que não tem conseguido dormir e só quer viver sua vida em paz.

"Eles colocaram lá [a churrasqueira], então eu sinto o cheiro de peixe, tudo o que posso sentir é cheiro de peixe", disse a mulher ao Nine News. "Não posso aproveitar o meu quintal, não posso ir lá fora."

Um vizinho disse que havia retirado a churrasqueira e feito os filhos pararem de jogar basquete. "As demandas de Carden foram comprovadamente não razoáveis ??e, de fato, prejudicam a capacidade dos outros proprietários de usufruir de seus espaços de maneira razoável e aceitável", disse outro vizinho.

O presidente da Suprema Corte, Peter Quinlan, negou um recurso de Calli no mês passado. Ele considerou todo o material não satisfatório e afirmou que a mulher "teve a oportunidade justa de apresentar seu caso" e que o processo foi conduzido de maneira justa e apropriada.

O magistrado incentivou que todas as partes envolvidas "direcione suas ??energias para a resolução de suas diferenças da melhor maneira possível".

Mais conteúdo sobre: