Teresina - PI

Vereador Joaquim do Arroz descarta filiação ao Progressistas

"É praticamente zero eu ir para o PP. Eu estarei em um partido de oposição”, sentenciou o vereador.

Germana Chaves
Teresina
11/08/2019 11h11 - atualizado 11h25

O vereador de Teresina Joaquim do Arroz (sem partido) desmentiu, durante entrevista ao GP1 neste domingo (11) que, comentários de que teria acertado filiação ao PP do senador Ciro Nogueira, com quem esteve reunido na semana passada. Ele afirmou que é “praticamente zero” a possibilidade de se filiar ao PP por ser um partido que compõe a base do prefeito da Capital Firmino Filho (PSDB), de quem é adversário.

“Na verdade nós tratamos da ida dele para a reforma do prédio do Pelotão Mirim. Sobre partido, ele me deixa sempre a vontade, mas, expliquei a ele que é complicado eu ir para base do prefeito. Por isso, é praticamente zero eu ir para o PP. Eu estarei em um partido de oposição”, sentenciou o vereador.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Joaquim do ArrozJoaquim do Arroz

MDB

Joaquim do Arroz confirmou, em recente entrevista à nossa reportagem, que decidirá ainda este mês se vai mesmo se filiar ao MDB e seguir o mesmo caminho do presidente da Câmara Municipal de Teresina, Jeová Alencar, de quem é bastante próximo.

“Não posso dizer que está batido o martelo, mas existe uma grande tendência para eu acompanhar o presidente da Câmara. É um cidadão que aprendi a respeitar e gostar, que me valoriza muito naquela Casa e que já me fez várias vezes esse convite. A última vez foi o pré-candidato Dr. Pessoa, que me entusiasmou com essa filiação e me pedindo para me filiar com ele em agosto, então é um caso bem a se pensar”, revelou.

NOTÍCIA RELACIONADA

Vereador Joaquim do Arroz decide neste mês se vai se filiar ao MDB