Picos - PI

Vídeo mostra pacientes sendo atendidos no chão do Hospital Justino Luz

A Fepiserh informou por meio de nota que o secretário Florentino Neto marcou uma reunião de emergência para tratar sobre o assunto.

Fábio Wellington
Teresina
23/12/2019 18h14 - atualizado 20h27

Familiares de pacientes internados no Hospital Regional Justino Luz, na cidade de Picos, revoltados com a falta de estrutura da unidade hospitalar, foram as redes sociais nesta segunda-feira (23) e publicaram vídeos mostrando a situação caótica que os pacientes que procuram o local são submetidos.

No vídeo é possível observar que as pessoas estão recebendo medicamentos deitadas no chão do hospital, até no espaço externo da unidade, expostas ao sol e a todo tipo de contaminação e, sem nenhum tipo de conforto. Ainda no flagrante do descaso público, as imagens mostram um homem com a cabeça enfaixada e sendo medicado, deitado sobre um papelão nos corredores da unidade.

Em outra parte da gravação, as imagens mostram que um homem deitado no meio do corredor e quase pisado por profissionais que entram a todo instante no local com novos pacientes. Durante todo o vídeo é notável a presença de uma montanha de lixos ao lado de pacientes na casa de saúde.

O ex-deputado estadual Luciano Nunes (PSDB), também compartilhou a gravação em seu perfil no instagram e disse que a situação é um descaso com o cidadão, algo desumano. “Não há macas para acomodar os pacientes, que esperam o atendimento deitados no chão. Um descaso, chegar a ser desumano. Esse é o presente de natal do piauiense”, escreveu Luciano Nunes.

Outro lado

Ao GP1, a assessoria da Secretaria de estado da Saúde (Sesapi), informou que o Hospital Regional Justino Luz, é de responsabilidade da Fundação Estatal Piauiense de Serviços Hospitalares. "Tomando conhecimento do caso o secretário Florentino Neto realizou uma reunião de emergência com a equipe responsável e já se deslocou para a cidade de Picos, onde vai acompanhar de perto a situação, e apresentar uma solução para reverter o problema", afirmou assessoria.

Fepiserh

A Fundação Estatal Piauiense de Serviços Hospitalares informou, por meio de nota ao GP1, na tarde desta segunda-feira (23), que o secretário de Saúde Florentino Neto marcou uma reunião de emergência com o presidente da Fepiserh, Welton Bandeira, para solucionar mais rápido possível o problema.

Confira a nota na íntegra

A Fundação Estatal Piauiense de Serviços Hospitalares (Fepiserh) esclarece a todos cidadãos da macrorregião de Picos, que está empenhada em atender de maneira satisfatória a população que necessita dos serviços do Hospital Regional Justino Luz.

Sobre as imagens que circularam em redes sociais, destacamos que em razão das festividades de final de ano, junto ao fato da maioria dos hospitais de pequeno porte da região estarem fechados ou de recesso, a procura pelo Hospital Justino Luz foi bastante superior à média, superando a capacidade instalada do hospital.

Os vídeos se referem a um momento pontual e atípico, e que logo em seguida, de maneira ágil e eficiente, a direção do hospital conseguiu acomodar os pacientes que estavam em locais impróprios.

Importante salientar que a responsabilidade pelas reformas do hospital, bem como, pelo fornecimento de equipamentos é da Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi).

Sensíveis ao problema e buscando uma solução de maneira rápida a fim de evitar que problemas semelhantes ocorram novamente, nesta segunda-feira (23), o secretário da Saúde, Florentino Veras, e o presidente da Fepiserh, Welton Bandeira, estarão reunidos com o objetivo de tratar sobre a conclusão da obra do Pronto de Socorro e da ala de enfermarias, e planejar o cronograma para a abertura do Centro de Parto Normal e da Casa da Gestante do Hospital Regional Justino Luz.