Teresina - PI

Wellington Dias sobre áudio de Ciro: "entrego nas mãos de Deus"

“Da minha parte não [não atrapalha relação de Ciro com Governo]. As eleições 2020 que vamos tratar em 2020. E 2022 vamos tratar em 2022", disse o governador.

Germana Chaves
Teresina
Willyam Ricardo
Teresina
02/12/2019 13h49 - atualizado 14h20

O governador Wellington Dias (PT-PI) se pronunciou, nesta segunda-feira (02), sobre o áudio do senador Ciro Nogueira (Progressistas) onde ele faz prospecções sobre as eleições de 2022. Como era esperado, o governador preferiu não rivalizar e garantiu que de sua parte, não haverá dificuldades de relacionamento com o senador do PP.

Wellington fez questão de repetir que as eleições de 2022 só serão debatidas e analisadas no momento oportuno que, segundo ele, não seria esse.

“Da minha parte não [não atrapalha relação de Ciro com Governo]. Vamos seguir buscando trabalhar com todas as pessoas que queiram ajudar, contribuir, nesse propósito de desenvolver o Piauí. Tenho tratado com todos os nossos líderes é que a gente possa ter uma coisa de cada vez, de um lado centrar no principal que é muito trabalho pelo Piauí. Segundo, as eleições 2020 que vamos tratar em 2020. E 2022 vamos tratar em 2022. Deus é quem comanda tudo, então, eu sempre entrego nas mãos de Deus”, disse o governador.

Wellington Dias falou também que vai trabalhar para manter o grupo que o elegeu em 2018 unido. “Eu tenho todo um carinho, agradecimento por todo time que esteve comigo na campanha de 2018. Todo o meu esforço para que a gente possa tocar o projeto que ali atrás nós aprovamos. 2019, é um ano para trabalhar e já tem muitas ações em andamento”, afirmou ele.

  • Foto: Alef Leão/GP1Wellington Dias Wellington Dias
  • A polêmica

Na última quinta-feira (28), o GP1 divulgou um áudio onde o senador Ciro faz avaliações sobre as possíveis composições políticas para as eleições de 2022. Em um determinado momento da gravação, ele diz que encomendou uma pesquisa para o Senado colocando as deputadas federais Iracema Portella e Margarete Coelho, além do prefeito Firmino Filho.

Ciro Nogueira diz que Firmino aparece 15 pontos na frente do governador na disputa pelo cargo de senador. Ciro arrematou dizendo que, “se o Wellington quiser brigar, ele vai perder o Senado”.

Fake news

Ao saber da divulgação do áudio, Ciro enviou uma nota afirmando que tudo não passava de boato e fake news. “Quanto aos boatos, as fake news, as fofocas, eu acho que quem perde tempo com isso devia fazer o mais importante: vamos trabalhar pelo Piauí. Fofoca não reforma escola, não melhora posto de saúde, fofoca não ajuda as prefeituras, não cria emprego. Eu não vou ficar discutindo fofoca. Eu vou continuar trabalhando”, declarou o senador.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Rejane Dias age com cautela ao tratar sobre áudio de Ciro Nogueira

Após polêmica de Ciro, Magalhães aconselha cautela com áudios

Franzé Silva diz que Wellington Dias não vai brigar com Ciro

"O Ciro tem que assumir as coisas", diz Ronaldo Lages sobre áudio

Mais conteúdo sobre: