Coronavírus no Piauí

Wellington rebate Bolsonaro e diz: “no Piauí a vida humana tem valor”

"Pessoas que ficam três, quatro semanas em uma UTI. Não se faz isso por conta de uma gripezinha senhor presidente. No Piauí, a vida humana tem valor", disse o governador.

Germana Chaves
Teresina
25/03/2020 08h32 - atualizado 11h38

O governador do Piauí, Wellington Dias (PT-PI), divulgou um vídeo nas redes sociais criticando o pronunciamento do presidente Jair Bolsonaro, nessa terça-feira (24), falando a respeito da situação que o País passa devido a pandemia do coronavírus (covid-19). Durante o discurso, Bolsonaro pediu a reabertura do comércio, contrariando a orientação de isolamento social.

Em tom de repúdio, o governador disse que ao contrário das declarações de Bolsonaro, o coronavírus não é uma “gripezinha” e que no Piauí, “a vida humana tem valor”. Wellington também usou a palavra "gripezinha", dita por Bolsonaro quando se referiu ao coronavírus.

“Não gostaria de ser contagiado pelo coronavírus. Eu não sei como meu organismo reagiria. Eu vejo que acontece com outros países, com pessoas do Brasil e até do meu Estado. Pessoas que ficam três, quatro semanas em uma UTI. Não se faz isso por conta de uma gripezinha senhor presidente. No Piauí, a vida humana tem valor e nós vamos cuidar da vida humana, fazendo inclusive, isolamento social onde for necessário”, criticou Wellington.

Sem apontar soluções, em outro momento do vídeo, o governador do Piauí fala sobre o impacto negativo que as medidas adotadas poderão causar ao Estado, mas reafirma, que o mais relevante agora é a vida das pessoas.

“Eu sei que as pessoas nesse primeiro momento vão ter prejuízos. Prejuízos de bens materiais, prejuízo nos negócios, prejuízo na renda, mas tem algo em primeiro lugar agora, a vida. É a vida humana senhor presidente”, falou Wellington Dias.

Wellington Dias também se reporta a família e diz que seria egoísta se não tivesse adotado medidas duras para preservar os piauienses. “Presidente esses dias eu tive a felicidade, pelas graças de Deus, juntamente com a Rejane, recebermos dois netos, um casal gêmeo, Arthur e Esther. E eu seu presidente, não colocaria uma pessoa com essa gripezinha, que o senhor fala, para cuidar dos meus dois netos, pelo menos, conscientemente. Eu recomendaria a essa pessoa que ela ficasse no isolamento social, no tratamento adequado, recomendado pela ciência”, declarou Dias.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Pronunciamento de Bolsonaro foi feito com ajuda de Carlos

Alcolumbre cobra liderança 'séria' e Maia fala em 'equívoco' de Bolsonaro

‘Orçamento de guerra’ pode ter vacina contra ‘estado de sítio’ de Bolsonaro