Teresina - PI

Wilson Martins diz que Rodrigo assumiu 'abacaxi do tamanho do mundo'

"Eu disse pra ele que acho um abacaxi do tamanho do mundo, você ser diretor-geral do HUT. Mas, desafio ficou pra quem tem coragem", disse Wilson.

Germana Chaves
Teresina
21/11/2019 20h02 - atualizado 20h40

O ex-governador Wilson Nunes Martins voltou a negar influência do PSB na indicação do sobrinho, o ex-deputado Rodrigo Martins (sem partido) para a direção-geral do Hospital de Urgência de Teresina (HUT) anunciada nessa semana. O ex-governador elogiou a capacidade do sobrinho, mas advertiu que comandar uma unidade de saúde da envergadura do HUT é “um abacaxi do tamanho do mundo”.

“[Rodrigo] mostrou serviço pelo perfil de competência dele. Parece que as pessoas acham uma coisa de outro mundo, mas, eu disse pra ele que acho um abacaxi do tamanho do mundo, você ser diretor-geral do HUT. Mas desafio ficou pra quem tem coragem e disposição para trabalhar. Confesso que fiquei satisfeito porque ele mostrou que está ativo e que vai em frente em sua profissão. Não há, até onde eu sei, pelo PSB do Piauí, não houve conversa entendimento e nem havia porque ter essa indicação”, afirmou Wilson ao GP1 nessa quarta-feira (20) durante visita à Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi).

  • Foto: Alef Leão/GP1Wilson MartinsWilson Martins

Burburinho

A indicação de Rodrigo para a direção do HUT causou um verdadeiro burburinho nos bastidores da política local já que o ex-deputado federal tem estreita ligação com o tio, que hoje é oposição à Prefeitura de Teresina.

O PSB do ex-governador apoia a pré-candidatura do ex-deputado estadual Dr. Pessoa (MDB) que pretende concorrer ao Palácio da Cidade no próximo ano. Ao contrário de Rodrigo Martins que integra a base do prefeito Firmino Filho (PSDB), adversário do grupo apoiado por Wilson.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Nomeação de Rodrigo para HUT não tem cunho político, diz Wilson Martins

Rodrigo Martins é nomeado novo diretor geral do HUT