Canto do Buriti - PI

Advogada diz que jovem morto em Canto do Buriti não era assaltante

Por meio de nota, a advogada afirmou que Edvaldo da Costa Santos, 21 anos, foi covardemente assassinado por um policial militar à paisana, por motivo fútil, diferente do que informou a PM.

Débora Dayllin
Teresina
10/09/2018 17h41 - atualizado 13/09/2018 11h57

A advogada Jossane Vieira enviou ao GP1 um direito de reposta referente a matéria intitulada “PM reage a tentativa de assalto e mata bandido em Canto do Buriti". A advogada representa a família de Edivaldo Costa dos Santos, morto na madrugada do último sábado (08).

Por meio de nota, a advogada afirmou que Edvaldo da Costa Santos, 21 anos, foi covardemente assassinado por um policial militar à paisana, por motivo fútil, diferente do que informou a Polícia Militar. “A Policia Militar tenta justificar a atitude brutal e covarde, alegando que o policial teria reagido em legítima defesa a uma tentativa de assalto”, diz a nota.

A advogada ressaltou ainda que o jovem Edvaldo era um vaqueiro sonhador, de origens humildes, bom filho que ajudava seus pais no labor rural, e não possui passagens criminais.

Ainda segundo Jossane, uma manifestação está sendo organizada pela população de Canto do Buriti, para exigir que as providências cabíveis sejam tomadas, bem como a punição do assassino. O ato acontecerá no dia 12/09/2018 às 09h em frente ao Fórum municipal.

Veja abaixo a nota na íntegra:

A luz da Lei nº 13.188/2015 que dispõe sobre o direito de resposta, a população de Canto do Buriti, cidade localizada ao sul do Piauí, distante 408km da capital Teresina, lamenta a abordagem distorcida que foi registrada na reportagem do Portal GP1 na internet disponível em https://m.gp1.com.br/noticias/pm-reage-a-tentativa-de-assalto-e-mata-bandido-em-canto-do-buriti-439682.html publicação do dia 08/09/2018 às 14h30 atualizado às 19h00 pelo jornalista Bruno Suênio.

Senão vejamos. Artigo 2º, § 1º da Lei nº 13.188/2015

Art. 2o Ao ofendido em matéria divulgada, publicada ou transmitida por veículo de comunicação social é assegurado o direito de resposta ou retificação, gratuito e proporcional ao agravo.

§ 1o Para os efeitos desta Lei, considera-se matéria qualquer reportagem, nota ou notícia divulgada por veículo de comunicação social, independentemente do meio ou da plataforma de distribuição, publicação ou transmissão que utilize, cujo conteúdo atente, ainda que por equívoco de informação, contra a honra, a intimidade, a reputação, o conceito, o nome, a marca ou a imagem de pessoa física ou jurídica identificada ou passível de identificação.

Sendo assim, a população canto-buritiense, vem por meio desta nota esclarecer sobre o crime ocorrido na madrugada do dia 08 de Setembro de 2018, no qual o jovem Edvaldo da Costa Santos, 21 anos, foi covardemente assassinado por um policial militar a paisana, por motivo fútil.

A policia militar tenta justificar a atitude brutal e covarde, alegando que o policial teria reagido em legítima defesa a uma tentativa de assalto.

Mas como é conhecido por toda população, o jovem Edvaldo era um vaqueiro sonhador, de origens humildes, bom filho que ajudava seus pais no labor rural, não possui passagens criminais. Sua precoce morte, de maneira repentina, covarde e brutal gerou comoção em toda cidade e região, pois ele e sua família são queridos e respeitados por todos, seu velório foi acompanhado por milhares de pessoas indignadas que clamam por justiça.

A população de Canto do Buriti está organizando uma manifestação para exigir que as providencias cabíveis sejam tomadas, bem como a punição do assassino, que será realizada no dia 12/02/2018 às 09:00 em frente ao Fórum municipal.

Exercendo o direito de resposta pedimos encarecidamente que esta nota de esclarecimento seja publicada imediatamente.

Nestes termos pede e espera deferimento!

Canto do Buriti-PI, 10 de Setembro de 2018.

Mais conteúdo sobre:

MAIS NA WEB