Teresina - PI

APPM firma parceria com Projeto Rondon do Exército Brasileiro

A previsão é que as equipes do Projeto Rondon cheguem ao Piauí em janeiro e julho de 2019.

DÉBORA DAYLLIN
LAURA MOURA
DE TERESINA
13/03/2018 17h02 - atualizado 17h04

Aconteceu na manhã desta terça-feira (13), uma reunião na sede da Associação Piauiense de Municípios (APPM), com a equipe do Projeto Rondon para apresentação de uma proposta de intervenção conjunta nos municípios, com o objetivo de realizar capacitações nas áreas da saúde e educação. A previsão é que as equipes do Projeto Rondon cheguem ao Piauí em janeiro e julho de 2019.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Reunião Projeto Rondon na APPMReunião Projeto Rondon na APPM

O presidente da APPM, Gil Carlos, destacou a importância do programa para os municípios piauienses. “O Projeto Rondon já tem todo um histórico de ações, nos mais diferentes territórios e municípios do Brasil desde a década de 70. O Exército Brasileiro através desse projeto, auxilia algumas ações sociais, que acha relevante. Essa parceria que a APPM quer fazer com esse projeto eu vejo como oportuna e necessária, pois temos ainda alguns indicadores sociais que as ações do Projeto Rondon podem ajudar e contribuir. Eles recrutam profissionais jovens, que são egressos da vida acadêmica, da graduação, nas mais diversas áreas, saúde, educação, na área de engenharia mesmo, artística, cultural e assim podem agir em comunidades carentes que precisam deste apoio, em parceria naturalmente com gestores municipais. Então, nós vemos com otimismo essa possibilidade que se inicia com o projeto”, destacou Gil Carlos.

O presidente ainda esclareceu quais municípios do estado receberão o programa. “Nós temos ainda muitos municípios do estado do Piauí com IDH municipal baixo. Esses municípios, portanto, deverão ser prioritários, principalmente as áreas aqui no entorno de Teresina. Temos do extremo sul até o litoral, municípios que se encaixam no perfil desta parceria”, esclareceu.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Reunião Projeto Rondon na APPMReunião Projeto Rondon na APPM

O coordenador do projeto, coronel Hidenobu Yatabe, explica que o Rondon trabalha com capacitação. “O que estamos buscando é a participação dos entes do Estado para que as atividades sejam executadas de forma eficaz, capacitando os voluntários e os gestores para atuarem em consonância com as necessidades de seus municípios”, explica.

Durante a execução do projeto, serão realizados minicursos, palestras e ações de intervenções no cotidiano das comunidades, e os participantes sairão com certificados reconhecidos por instituições de ensino nacionais. Também estiveram presentes na reunião os prefeitos Zenon, de Monsenhor Hipólito, e Gilson Nunes, de Lagoa do Barro.

Mais conteúdo sobre: