Teresina - PI

B. Sá: "quem aposta em rompimento entre Ciro e Wellington vai perder"

O deputado acredita que pode haver uma troca de cadeiras entre os dois.

Jonas Carvalho
Teresina
Germana Chaves
Teresina
13/02/2020 10h00 - atualizado 10h09

Em meio a rumores de um possível romprimento entre o governador Wellington Dias (PT) e o senador Ciro Nogueira (Progressistas), o deputado estadual B.Sá Filho (Progressistas), disse em entrevista ao GP1 nessa quarta-feira (12), que "quem aposta no romprimento" entre os dois "vai perder".

O deputado acredita que pode haver uma troca de cadeiras entre os dois. Enquanto Wellington assumiria uma vaga no Senado Federal, Ciro poderia se eleger governador do Estado, como já está sendo trabalhado pelo Progressistas.

  • Foto: Lucas Dias/GP1B. Sá FilhoB. Sá Filho

“Quem aposta em rompimento vai perder. Porque eu penso que o dois continuarão nessa coligação em 2022. O senador Ciro está fazendo o seu trabalho político de pavimentar o seu próprio caminho. Então, para quem quer se projetar politicamente ele tem que fazer isso. Tem que andar pelo estado, tem que apresentar propostas e ele tem feito isso. E ele está fazendo o seu papel, até porque quando chegar em 2022 eu com certeza acredito que caso o Wellington Dias almeje a candidatura de senador, vai estar junto com o Ciro Nogueira [que almeja o Palácio de Karnak”, analisou o deputado ao GP1.

Cautela

O deputado B. Sá Filho reforçou o alinhamento político entre as duas lideranças e crê na presença de Wellington e Ciro no mesmo palanque em 2022. No entanto, o parlamentar preferiu adiar as discussões quanto à conjuntura política do estado.

“Por exemplo, o momento agora são as eleições municipais. Lógico que em alguns municípios nós vamos ter problema com o próprio PT, como também com outros partidos que fazem parte da coligação. Mas vai chegar um momento, quando passar isso tudo, 2022 é outra história, outra eleição. Então, eu acho que essas forças vão se reunir e talvez as especulações de distanciamento vão deixar de existir”, arrematou.

Distanciamento

O senador Ciro Nogueira já chegou a admitir que possui divergências com o chefe do Executivo estadual, mas afirmou que não pretende fazer oposição, nem mesmo após as eleições municipais. Nas eleições deste ano o PP e o PT devem se enfrentar em vários municípios. Para Ciro Nogueira, o pleito não irá prejudicar a relação entre eles, mas admitiu que ambos já foram mais próximos.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Átila Lira defende união de Ciro Nogueira e Wellington em 2022

Senador Ciro Nogueira admite ter divergências com Wellington Dias

Ciro diz que concorda com críticas de Iracema ao Governo Wellington Dias