Teresina - PI

Júlio Arcoverde pede que Assis respeite a deputada Iracema Portella

“Claro que a deputada Iracema conversa comigo e com o senador Ciro. Mas, ali é uma opinião pessoal da deputada e o Assis tem que respeitar o posicionamento dela", disse Arcoverde.

GERMANA CHAVES
DE TERESINA
13/03/2018 11h40 - atualizado 11h54

O presidente do Progressistas no Piauí, o deputado estadual Júlio Arcoverde, pediu que o deputado federal Assis Carvalho – dirigente do PT no Estado – respeitasse os posicionamentos da também parlamentar federal Iracema Portella quanto a decisão dos petistas de não fazerem coligação proporcional. Ela defende diálogo conjunto antes de qualquer definição.

Em resposta à deputada, Carvalho afirmou que Iracema não dialoga com o próprio partido, uma vez que, Ciro Nogueira e Arcoverde, seriam simpáticos à ideia de chapa pura.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Deputado Júlio Arcoverde participa do Corso 2018 de TeresinaDeputado Júlio Arcoverde

“Claro que a deputada Iracema conversa comigo e com o senador Ciro, mas ali é uma opinião pessoal da deputada e o Assis tem que respeitar o posicionamento dela. Porém, enquanto partido, nós deputados podemos sim fazer chapa pura, pelo menos para estadual”, rebateu Arcoverde.

O PT já definiu que não vai coligar com outras agremiações na disputa proporcional. A alegação é que a união com outras legendas traria prejuízos aos petistas, a exemplo do que ocorreu no pleito de 2014, como exemplificou o líder do Partido dos Trabalhadores na Assembleia Legislativa do Piauí, o deputado João de Deus.

“Acho que aliança tem que ser um processo de diálogo onde todos devem sair ganhando. E na conjuntura atual, na forma como querem fazer, o PT não aceita. A posição do partido é sair em raia própria para a eleição proporcional. Nós não achamos justo, nem correto e nem ético o eleitor votar em um candidato e eleger outro de outro partido", disse ele.

MATÉRIAS RELACIONADAS

João de Deus diz que PT não é obrigado a fazer coligação

Assis Carvalho rebate Iracema Portella e afirma que adeputada não dialoga com o próprio partido

Júlio Arcoverde diz que Progressistas pode lançar chapa pura