São Bernardo do Campo - SP

Laudo aponta que piauiense carbonizado sofreu traumatismo craniano

Segundo o laudo, o traumatismo possivelmente poder ter sido causada com golpes de pauladas na cabeça. A filha do piauiense e sua companheira foram presas por suposta participação no crime.

Davi Fernandes
Teresina
31/01/2020 20h02

O laudo necroscópico do Instituto Médico Legal (IML) de São Paulo, apontou que a causa da morte da família encontrada carbonizada no porta-malas de um carro foi traumatismo craniano. Uma das vítimas era um piauiense de 39 anos, natural de Cocal, região Norte do Piauí.

Segundo o laudo, o traumatismo possivelmente poder ter sido causado por golpes de pauladas na cabeça. A filha do casal morto, Ana Flávia Gonçalves, de 24, e a companheira dela, Carina Ramos, de 26 anos, são investigadas por suposta participação na morte da família.

  • Foto: Reprodução/FacebookA mãe, Flaviana Gonçalves, o pai, Romuyuki Veras Goncalves e o filho Juan Vitor GonçalvesA mãe, Flaviana Gonçalves, o pai, Romuyuki Veras Goncalves e o filho Juan Vitor Gonçalves

Investigação

O caso segue investigado pelo 1º Distrito Policial (DP) de São Bernardo e inicialmente foi registrado como homicídio qualificado, incêndio, localização e apreensão de veículo.

Por outro lado, existe a possibilidade de a tipificação criminal mudar. Conforme a Polícia Civil, foram encontrados outros suspeitos e objetos de valor, como TV e videogame, foram levados da residência da família. Se isso se confirmar, o caso poderá ser investigado como latrocínio, que é roubo seguido de morte.

Câmeras de segurança estão sendo analisadas. Segundo os investigadores, as imagens reforçam a participação das duas mulheres.

Na gravação mostra o carro de Ana Flávia, um Fiat, saindo do condomínio dos pais atrás do automóvel da família, o Compass, depois da meia-noite de terça. Outra imagem registrou a entrada de Carina no condomínio antes do crime.

Entenda o caso

Uma família foi encontrada carbonizada, na manhã desta terça-feira (28), no porta-malas de um carro na cidade de São Bernardo do Campo, localizada no estado de São Paulo. Uma das vítimas era um piauiense de 39 anos, natural de Cocal, região Norte do Piauí.

Inicialmente, a polícia havia informado que apenas dois corpos estavam no carro, mas as investigações confirmaram que três pessoas da mesma família morreram. São eles: a mãe identificada como Flaviana Gonçalves, de 35 anos, o pai identificado como Romuyuki Veras Goncalves, de 39 anos, piauiense natural de Cocal, e um filho adolescente identificado como Ruan Vitor Gonçalves, de 15 anos.

NOTÍCIA RELACIONADA

Piauiense e família são encontrados carbonizados em São Paulo