Teresina - PI

Major Paulo Roberto envia defesa para SDD após processo de expulsão

“Já fiz minha defesa e mandei para nacional. Agora é esperar a posição deles”, explicou o Major que informou à nossa reportagem que fará uma viagem para participar de um curso de qualificação.

Germana Chaves
Teresina
18/08/2019 16h04 - atualizado 16h04

O vereador de Teresina Major Paulo Roberto informou ao GP1 neste domingo (18) que já fez sua defesa e enviou para apreciação da Executiva Nacional do Solidariedade. O processo se fez necessário depois que o parlamentar foi notificado, na semana passada, sobre um processo de expulsão do partido.

“Já fiz minha defesa e mandei para nacional. Agora é esperar a posição deles”, explicou o Major que informou à nossa reportagem que fará uma viagem para participar de um curso de qualificação política.

  • Foto: Helio Alef/GP1Major Paulo RobertoMajor Paulo Roberto

Os envolvidos

O Major acusa o presidente estadual da sigla no Piauí, o deputado estadual Evaldo Gomes, de estar por trás da denúncia. “Quem é que estava fazendo a denúncia de infidelidade contra mim. Pensei que era o Evaldo e fui estudar. Descobri que é um cidadão chamado Sérgio, que se filiou em março de 2018, muito recente, se filiou para sair candidato a deputado estadual e teve insignificantes 352 votos. De outubro até a data da denúncia se passaram nove meses. Porque ele não fez a denúncia depois de outubro?”, questionou o vereador.

Major Paulo Roberto afirmou ainda que Sérgio foi “agraciado” com um cargo de diretoria na Fundação Wall Ferraz, que é comandada hoje por Scheyvan Lima, nome indicado por Evaldo Gomes.

“Quem é Sérgio? Não tem um ano de partido e querer a expulsão de um homem como eu, que filiei mais de 2.500 pessoas em Teresina. Quem é ele? Ficou feio para o Evaldo”, arrematou o vereador.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Major Paulo Roberto se revolta ao ser notificado de expulsão do SDD

Major Paulo Roberto não descarta possibilidade de se filiar ao MDB